Mulher que denunciou agressões do marido em carta: “Filme de terror”

0
35
Reprodução/TV Anhanguera

A mulher que simulou o pedido de uma cesta básica na Secretaria de Assistência Social para denunciar as agressões que sofria do marido, em Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, descreveu a situação que vivia como um “filme de terror”. A vítima entregou uma carta relatando a violência.

O caso aconteceu na quarta-feira (18/10). A mulher contou na carta que estava sendo ameaçada pelo marido e temia pela própria vida, bem como pela vida dos filhos. O marido dela, de 64 anos, foi preso em flagrante. No entanto, negou ter cometido os crimes.

Agressões e relacionamento abusivo

Na carta, obtida com exclusividade pela TV Anhanguera, a mulher relata que é casada há 12 anos. Durante esse tempo, chegou a se separar, mas não conseguiu se sustentar e acabou voltando a morar com o suspeito.

Leia a carta na íntegra:

“Eu, [nome da vítima], [idade]. Vivo com [nome do suspeito], tem [idade], sou casada há 12 anos. Vivo em um relacionamento abusivo e sobre prisão, me sinto coagida, vivo sobre agressão verbal e psicológica. Ele me vê como propriedade dele, meus filhos se sentem ameaçados por ele psicologicamente.

Eles perguntam quando vamos embora, eles falam que não aguentam mais viver com ele sobre o mesmo teto. Eu acalmo eles, que tudo vai dar certo. O pai chantageia falando para eles que vão morrer de fome, me humilhando na frente dos meus filhos porque eles sabem que o não deixa eu trabalhar, controla tudo.

Não posso sair para a casa da minha família, não posso me arrumar porque estou dando liberdade, meus familiares não podem vir na minha casa, não posso sair só. É prepotente, distorce conversa se precisar, aumenta. Eu me sinto em um beco sem saída, dentro de uma gaiola, ele é muito cruel ao ponto de acabar com sua saúde mental. Eu chego ao ponto de chorar, me trancar, não quero ver ninguém pelo meu emocional, ele deixa muito mexido.

É uma coisa assustadora, às vezes fico pensando: com quem estou vivendo? É um ponto de pedir socorro, como se fosse um filme de terror. E uma coisa que eu tenho certeza, não abro mão dos meus filhos, ele usa muito meus filhos, sabe que é o meu ponto fraco, o de qualquer mãe. Fala que não vai ter separação por causa dos filhos. É complicado, gosta muito de sufocar, tirar meu sossego.

A pessoa que tá de fora vai ver que é uma boa pessoa, mas para quem convive com ele dentro de uma casa, entre quatro paredes, aí que tá o perigo. A coisa está tão complicada que até na escola está sendo prejudicado, me chamaram lá para falar a respeito dos meus filhos, que tem que procurar psicólogo para eles. É uma coisa que nunca tive problema algum durante esses, vim ter agora em 2023.

Vivemos um ano longe dele, só que infelizmente não tive condições de me manter mais, aconteceu que tive que voltar a viver debaixo do mesmo teto que ele. A relação está tóxica, quer ter relação comigo sem eu querer ter. Eu não quero, ele fala que eu tenho outros, só que ele não vê as cosias que ele faz.

Todo lugar que ele vai é briga, as pessoas conhecidas evitam a visita justamente por causa dele. Desequilibrado, problemático. Até os meus parentes que moram em Luziânia, quando vêm ele, meus parentes correm e trancam a porta porque o cara é tão problemático. Ele me trata como se eu fosse uma criança e quer tomar as próprias decisões por mim. Ele nem sabe o que faz com as próprias decisões dele.

Não tenho saída para isso, já tenho meus filhos para me preocupar, tem que me preocupar com mais uma criança. É um casamento que já está desgastado faz tempo e quer insistir onde não tem como mais recuperar, está tóxico, abusivo. É uma sensação muito ruim. Só promete que vai mudar e não muda, só piora e vai ficando cada vez pior.

Ele demonstra muito ter distúrbio mental, é um tipo de cara que não toma suas próprias decisões, não quer ajuda, mas insiste em atrapalhar meus panos, quer ter controle da minha vida em tudo o que vou fazer. Se não for do agrado dele, ele não deixa eu fazer. É como se eu tivesse no filme de terror.

Estou pedindo oportunidade, que me ajudem a sair desse relacionamento abusivo tóxico e viver com meus filhos uma vida melhor. Obrigada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui