Ministério notificará 89 médicos que deixaram o Mais Médicos

0
477

O Ministério da Saúde vai notificar amanhã (12) 89 profissionais do Programa Mais Médicos, que deixaram de comparecer às unidades de atendimento à qual foram destinados.

Segundo o ministro da Saúde, Arthur Chioro, os médicos terão 48 horas para manifestar se permanecem ou deixam o programa.

Caso não cumpram o prazo, serão desligados. São casos como o do médico cubano Ortelio Jaime Guerra, no qual não houve aviso formal de desistência.

Do total, 80 são médicos formados no Brasil, cinco estrangeiros inscritos individualmente e quatro são cubanos do acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).

A cubana Ramona Rodriguez não está na lista, já que amanhã a pasta publicará o desligamento formal dela. Além desses, 22 cubanos já se desligaram formalmente do programa.

“Comparando com experiências internacionais, é insiginificante o número de desistências”, avaliou o ministro. Ele disse que o importante é concluir o processo de desligamento formalmente para que o ministério possa suprir a ausência do médico.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui