Ronaldo Tiradentes diz que Arthur trata Manaus como prostituta enquanto namora em horário de expediente

Compartilhe:

O radialista Ronaldo Tiradentes declarou nesta sexta-feira, 09, em seu programa, na Rádio Tiradentes FM, que o desabamento que soterrou e matou um trabalhador na Avenida Perimetral, no Parque 10 de Novembro, zona centro sul de Manaus, e que deixou um segundo em estado grave, poderia ter sido evitado se o prefeito Arthur Neto (PSDB) namorasse menos e cuidasse mais da cidade.

“O prefeito está muito empenhado em namorar. Temos um prefeito namorador. Desafio a publicar a sua agenda e mostrar quantas vezes foi à prefeitura, este ano. Manaus está abandonada. Em 2016, o prefeito só trabalhou dois meses que antecederam à eleição. Agora decretou férias até o ano que vem ou até a eleição de governador”, critica.

Visivelmente irritado com as declarações oficiais sobre o incidente do Parque 10, Tiradentes chegou a sugerir a prisão do prefeito que, conforme disse, teria mandado abrir procedimento policial para que se apure a responsabilidade criminal de Eliane Sigrid Lacerda dos Reis Bezerra e Antônio Carlos Lapa Bezerra, proprietária e responsável técnico da obra.

“Parece uma piada – uma piada que já veio feita. Acionar a polícia para prender o dono da obra? O prefeito, também, é responsável por ela (a obra). Logo deveria ser preso”, admite o radialista, ao afirmar ter alertado Arthur Neto, no seu programa de rádio, que uma tragédia, com prejuízos irreparáveis, poderia acontecer se providências não fossem adotadas com a imediata interdição da obra.

Ainda sobre a questão, Tiradentes foi mais além, disse que Arthur trata Manaus como amante, como prostituta, enquanto namora em horário de trabalho, enquanto viaja para a Europa para namorar, enquanto leva a namorada pra cima e pra baixo, pra namorar.

E em tom de indignação dispara: “deixa pra namorar à noite, de madrugada, não o dia inteiro, em horário de expediente”. “A prefeitura quer fechar a porta depois de arrombada”, conclui.

Veja o vídeo