Não é o arcaísmo que obscurece Bolsonaro e sim os valores da Idade da Pedra que pretende conservar, diz Josias de Souza

Compartilhe:

Neste início de maio, mês dedicado às mães, à Maria, mão de Jesus, e às noivas, o jornalista Josias de Souza, articulista do UOL e comentarista de política na TV Gazeta, dedicou o principal espaço de seu blog para breve e nada alvissareiro comentário sobre o presidente Bolsonaro.

De acordo com o jornalista, o que obscurece o governo Bolsonaro não é o arcaísmo, mas os valores que ele, o presidente, deseja conservar e que pertencem à Idade da Pedra.

Para ilustrar o comentário, que nos remete a um filme triste, embora realista e verdadeiro, Josias Souza usou como ingrediente jornalístico os péssimos e equivocados exemplos do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

Destaca Josias Souza que Ricardo Salles tanto tramou contra fiscais do meio ambiente que virou figura indesejável no ambiente inteiro da Europa.

De volta a Bolsonaro, o articulista trouxe ao seu comentário a agenda do governo e disse que, por se tratar de agenda paleolítica, Bolsonaro empurrou o Brasil para dentro de uma frigideira internacional.

Com perceptível faro jornalístico sobre conjuntura política brasileira, Josias de Souza avalizou:

“Ironia suprema: após liberar a catraca do Brasil para turistas americanos, dispensando-os do visto, Bolsonaro não consegue descer em Nova York”.

Leia matéria completa  aqui