22.7 C
Amazonas
terça-feira, abril 20, 2021

Presos por integraram organização criminosa, Mouhamad e Zaidam deixam a cadeia

O médico Mouhamad Moustafá, o ex-secretário Raul Zaidan, Keytiane Evangelista de Almeida e José Duarte dos Santos Filho, presos temporariamente na operação “Custo Político”, deflagrada pela Polícia Federal dia 14 deste mês, deixam nesta sábado, 23, a cadeia.  O juiz federal substituto, plantonista Wendelson Pereira Pessoa, indeferiu, sexta-feira, 22, o pedido de prisão preventiva dos acusados de integrarem uma organização criminosa que desviou R$ 112 milhões em recursos destinados à saúde no Estado do Amazonas.

O delegado Alexandre Teixeira, que comanda as investigações da “Maus Caminhos”, que trata de desvio de verbas da saúde do Estado, fundamentou a conversão da prisão em preventiva, que venceria na madrugada deste sábado (23) alegando que a liberdade dos investigados poderia representar risco à ordem pública e à instrução criminal.

Mas, em sua decisão o juiz Wendelson Pereira diz que não foram juntados aos autos nada do que já não tivesse sido exauridamente analisado, razão pela qual os réus passarão o Natal em casa. Nada impede que haja novos pedidos de prisões a qualquer momento.

Com essa decisão os quatro devem deixar a cadeia na manhã deste sábado e amanhã, véspera de Natal estarem em casa para comemorem com suas famílias, mas os outros três ex-secretários da administração de José Melo, permanecem presos no Centro de Detenção Provisória 2 (CDPM 2), localizado no Km 8 da BR-174 (Manaus/Boa Vista).

veja a decisão

DECISÃO-EM-PLANTÃO-INDEFERE-A-PRISÃO-PREVENTIVA

Related Articles

Fique conectado

FansLike
FollowersFollow
0FollowersFollow

Outras matérias