Mais um caso de covardia e violência contra a mulher é denunciado à polícia; vítima posta foto no Facebook

Compartilhe:

Glenda Oliveira, 25 anos, aparece em várias fotos publicadas na sua conta no Facebook com o rosto totalmente deformado. De acordo com legenda, Glenda teria sido vítima de agressão física sofrida neste domingo, 17, por parte do marido, o médico Gustado Machado.

“Fui jogada na calçada como lixo e espancada por um homem que amava tanto. Tudo por conta de puta e bebida. Estou sem chão, minha vida simplesmente acabou, admite Glenda.

De acordo com o Boletim de Ocorrência Nº 19.E.0170.0002295, registrado no sábado, 16, às 21h44, Glenda teria sido ofendida com palavras de baixo calão e agredida fisicamente pelo marido no Flutuante Nativas, que fica no bairro da Ponta Negra, na Avenida Coronel Pedro Teixeira.

Por ocasião da ocorrência, a vítima solicitou exame de corpo de delito. A polícia ofereceu abrigo a ela, mas o mesmo foi recusado.

O outro lado

Por telefone, o médico Gustavo Machado negou as agressões. Ele apenas disse que houve um desentendimento entre o casal por conta de uma suposta traição.

“Ela bebeu e estava fora de si. Pediu para ir ao banheiro e demorou quase 20 minutos. Decidi ir atrás dela, foi quando a flagrei se agarrando com ouro homem. Falei que era para ela ficar lá e aproveitar a companhia. Me dirigi até a voadeira e pedi que o piloto me deixasse na marina onde estava meu carro. Ela não quis ficar lá sozinha e me acompanhou”, conta Machado. Fonte/Fato Amazônico