22.7 C
Amazonas
quarta-feira, março 3, 2021

Em nota oficial, OAB-AM lamenta a morte do policial Paulo Sérgio Portilho

A morte do policial militar, Paulo Sérgio Portilho, 34, continua repercutir em todos os setores da adinistração pública privada de Manaus.

Desaparecido desde a última sexta-feira (26), a vítima foi encontrado, terça-feira, 30, enterrado em uma cova com quase dois metros de profundidade em um terreno de uma área de invasão próximo ao “balneário Vovó Maroca” no bairro Nova Cidade, na Zona Norte de Manaus.

Em nota distribuída à impresa, a Ordem dos Advogados do Brasil seccional Amazonas (OAB-AM) diz lamentar a morte do policial, considerada brutal.pela instituição.

Veja a nota
NOTA DE SOLIDARIEDADE

A Ordem dos Advogados do Brasil seccional Amazonas (OAB-AM) lamenta com profundo pesar, a morte brutal do policial militar Paulo Sérgio Portilho. Desde ontem, a seccional por meio das Comissões de Direitos Humanos e das Vítimas de Violência, se colocou à disposição da família da vítima em respeito ao valoroso trabalho que os mais de 10 mil policiais militares prestam ao Estado do Amazonas.

É desejo da Ordem e de todos os mais de 12 mil advogados inscritos na seccional que o caso seja apurado com a celeridade que o assunto requer e que as autoridades adotem medidas efetivas, a fim de apurar a responsabilidade de todos os envolvidos nas atitudes de violência e vandalismo, ocorridas na Comunidade Buritizal Verde, na zona Norte de Manaus.

Marco Aurélio de Lima Choy

Presidente

Epitácio Pessoa

Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB-AM

Related Articles

Fique conectado

FansLike
FollowersFollow
0FollowersFollow

Outras matérias