Assassinato dentro de hospital deixa moradores de Pauini assustados

Compartilhe:

O Amazonas continua um dos estados mais violento do país mesmo com a consultoria do ex-prefeito de Nova Iorque, Rudolph Giuliani, contratada pelo governador Amazoinino Mendes por R$ 5 milhões para colaborar em ações que reduzam a criminalidade não só em Manaus mas, também, no interior do estado.

No domingo (3), por exemplo, um homem até o momento identificado apenas como “Jeová” foi brutalmente assassinado justamente dentro do hospital do município de Pauini (AM) onde deveria receber serviço com qualidade e segurança a sua respectiva integridade física.

Infelizmente não foi isso que aconteceu.

Consta que o homem, após ser alvejados à bala na distante cidade do Purus, foi levado àquela unidade de saúde hospitalar em busca de socorro. Lá, em vez de segurança, encontrou a morte.

O hospital foi invadido por três homens  de identidade desconhecida  e  mataram suas presas à golpe de faca.

As imagens gravadas nos corredores do hospital são dantescas. As marcas de sangue deixadas ao longo dos corredores são repulsivas e horripilantes.

Não menos chocante são as cenas gravadas da vítima sentada no chão, morto, e encostado na parede da recepção do hospital.

Completamente ensanguentado, prostrado como um trapo humano, a vítima, lamentavelmente, não consegui escapar da morte pelo projeto “Tolerância Zero” do senhor Rudolph Giuliani que, em Nova York, com prefeito, entre 1994 e 2002, conseguiu reduziu o índice de criminalidade.

De acordo com policiais militares a vítima teria trocado tiros no bairro do Buritizal, durante uma briga e foi baleado. Os PMs informaram ainda, sem revelar os nomes que os autores do crime foram presos.

Cenas Fortes