EUA ameaçam assassinar o novo chefe da força de elite iraniana Quds

Compartilhe:

247 – “Se Qaani continuar matando americanos, ele sofrerá o mesmo destino que Qasem Soleimani”, disse o alto funcionário dos EUA ao jornal árabe Asharq Al-Awsat.

Em 3 de janeiro, as forças americanas mataram o general iraniano Qasem Soleimani, então comandante da Força Quds, em um ataque aéreo perto do aeroporto de Bagdá.

Hook disse que o presidente dos EUA, Donald Trump, alertou anos atrás que Washington responderá firmemente a qualquer ataque a cidadãos americanos ou aos interesses do país.

Cinco dias após o assassinato do general iraniano Qassem Soleimani, o Exército iraniano bombardeou duas bases militares dos EUA no Iraque, causando numerosos feridos.

Embora o Pentágono inicialmente tenha negado haver feridos, mais tarde admitiu que 11 soldados foram transferidos para a Alemanha e o Kuwait para tratamento médico.

As informações são do Sputnik.