Belo completa 50 anos com fim de casamento, traição, festa cancelada e volta do Soweto

0
19

Derê! Dererere! derererere! Nesta segunda-feira, 22, Marcelo Pires Vieira, mais conhecido como Belo, está completando 50 anos de vida. Na última quinta-feira, 18, muita gente foi pega de surpresa com a notícia de que o casamento do cantor com Gracyanne Barbosa chegou ao fim após 16 anos de união. Segundo informações de Leo Dias, a musa fitness teria traído o marido com Gilson de Oliveira, que trabalhava como personal trainer dela.

Prisão

Nem tudo foi flores na vida de Belo. O artista já foi preso três vezes. Em 2002, ele foi preso por associação ao tráfico de drogas, ficando trinta e sete dias dividindo cela com mais sete pessoas, no entanto, conseguiu um habeas corpus, e até 2004, respondia em liberdade, quando foi condenado e encontrado em sua casa no Rio de Janeiro.

Logo depois, ficou preso até 2006, e em seguida, foi a regime semi-aberto, somente em 2010, tendo liberdade.

A terceira prisão aconteceu em 2021, quando Belo realizou um show não autorizado no período da pandemia de Covid-19, mas foi solto no dia seguinte.

Traição

Belo e Viviane Araújo, que se relacionaram de 1998 até 2007, teve um relacionamento marcante. Até hoje, há boatos de que Gracyanne Barbosa teria sido pivô do fim da relação do ex-casal.

“Eu não quero entender. Eu nunca fiz mal nenhum a ela (Viviane). E se fiz foi lá atrás. A gente já botou um ponto final no relacionamento. Não é sobre música, não é sobre nada disso. Música ela tem o direito de cantar, é até legal (recentemente, Vivi postou em seu Instagram um vídeo em que canta a música “Derê”, do Soweto, que ficou famosa na voz de Belo)”, disse Belo, em entrevista ao “Fofocalizando”, do SBT, em 2019.

“É até como a minha esposa, a Gracyanne, falou: ‘isso é bom para mim também. Esse negócio do Carnaval (no Carnaval, Vivi falou que quem bate esquece, quem apanha não) foi uma coisa muito complicada porque a Gracyanne teceu um elogio para ela. Eu não consigo entender isso até hoje: ‘bate o quê?’ A Gracyanne nunca fez nada para a Viviane”, acrescentou.

Ao ser questionado se Gracy foi pivô da separação dele de Viviane, o pagodeiro garantiu: “A Gracyanne não tem nada a ver com o o ponto final do relacionamento de Belo e Viviane Aaraújo. Traí ela, sim, com outra mulher, mas não é a Gracyanne. E ela sabe disso. Nós não somos santos nessa relação”, disse ele, que não fugiu quando foi questionado se também foi traído pela ex. “Não posso afirmar isso porque eu estava vivendo aquele momento. Eu não afirmo isso.”

Dívidas

Em 2018, o colunista Léo Dias noticiou que o casal teria deixado de efetuar o pagamento de cirurgia feita por Terezinha Pires, mãe do cantor, que foi atacada pelo cachorro da família, Thor.

Ainda de acordo com o colunista, Terezinha ficou internada no hospital Santa Cruz, em São Paulo, entre os dias 12 e 22 de julho e precisou passar por uma cirurgia reparadora na perna. O departamento financeiro do hospital revelou que nem o médico ainda foi ressarcido.

Em dezembro do ano passado, Gracyanne Barbosa se pronunciou negando que ela e Belo teriam tido as contas bloqueadas pela Justiça. O bloqueio seria por conta de uma dívida no valor de R$ 690 mil.

“Na verdade nem estou por dentro porque não tive nada bloqueado”, declarou a morena ao colunista Daniel Nascimento, do jornal O DIA.

“Estou tão acostumada com isso que não muda muito. Informações erradas saem o tempo todo”, concluiu Gracyanne Barbosa.

As contas bancárias do casal teriam sido supostamente bloqueadas por falta de pagamento de aluguel em um imóvel localizado no bairro do Planalto Paulista, em São Paulo.

Durante sua carreira, a dívida com Denilson não foi a única do cantor, Belo também acumulou dívidas com Sirley Ferreira e Alexandre Ferreira, por questões trabalhistas, e juntando o valor de ambos, a dívida do cantor chegou a ser mais que 1 milhão de reais. Os dois envolvidos foram à Justiça, pedindo prioridade nos pagamentos, quando os bens de Belo ficaram penhorados.

Volta do Soweto

Na última sexta-feira, 19, e no sábado, 20, Belo, Claudinho, Cris e Dado se uniram no Allianz Parque, em São Paulo, para celebrar os 30 anos de carreira do Soweto, um dos principais grupos de pagode que conquistou o público nos anos 90.

O encontro do grupo considerado um dos ícones do pagode dos anos 1990, e o cantor Belo, acontece após 24 anos de hiato e tem como palco a capital paulista, local que revelou o talento dos jovens que um dia sonhavam conquistar o mundo com a música.

Com duração de três horas, sucessos como “Mundo de Oz”, “Tempo de Aprender”, “Farol das Estrelas”, “Momentos” e os principais hits do grupo estão na setlist da turnê, que vai percorrer diversas cidades pelo Brasil e mais quatro países.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui