Dan Câmara considera que abril inicia com a demanda da data-base às forças de segurança

0
7
Foto: Assessoria de Comunicação

O deputado Comandante Dan (Podemos) esteve reunido com mais de 100 lideranças de policiais militares, praças e oficiais da ativa e da reserva e pensionistas, na sede da Associação de Subtenentes e Sargentos, na última quinta-feira, 28/3. A pauta principal foi a campanha salarial para abril, quando é aguardado o anúncio da data-base das forças de segurança estaduais, no dia 21 de abril, quando se comemora o Dia de Tiradentes, patrono das polícias militares no país.

O presidente da Associação, sargento Pereirinha, afirmou que existe entre os policiais uma ansiedade enorme pelo anúncio. “Há quatro anos sem atualização salarial, estamos vendendo um direito constitucional, os dias de folga para quem trabalha por escala, e isso leva os policiais ao limite do estresse, fazemos isso por necessidade”. Pereirinha disse ainda que há uma união entre diferentes segmentos da segurança em favor da data-base. “Temos necessidades básicas e famílias, como os demais trabalhadores”, enfatizou.

O Comandante Dan destacou a legitimidade do movimento.  “As forças de segurança são uma categoria de trabalhadores, como o são os profissionais da educação e da saúde, que tiveram a suas datas-bases anunciadas em 2023, mas policiais civis e militares e bombeiros militares ficaram sem uma satisfação sequer”. O parlamentar, coronel PM reformado, é o presidente da Comissão de Segurança Pública (CSP) do Legislativo e evocou a mediação da negociação. “Salário de policial e de bombeiro é uma questão de segurança pública, alguém duvida? estamos reunindo as diferentes associações para que o movimento seja coeso e mais forte, queremos benefícios a todos, ninguém deve ser privilegiado, ou prejudicado”, disse.

Durante a reunião, foram mencionados vários argumentos, veiculados em redes sociais e outras mídias, que tentam desacreditar a proposta da data-base. Câmara retrucou. “O orçamento do Amazonas para 2024 é quase R$ 4 bilhões maior que o de 2023, o Governo do Estado encerrou o ano passado com receita 14,6% acima do esperado e superávit de R$ 2,6 bilhões. A argumentação de que não há financeiro se confronta com outro questionamento sobre as prioridades de investimento”, afirmou.

O deputado salientou que há ainda a história de que o Amazonas tem o segundo melhor salário de policiais do país, só perdendo para aqueles que são pagos pelo Governo do Distrito Federal. “Isso não significa nada, façam a comparação entre salário, custo de vida e perdas salariais dos policiais de todo o país e aí sim veremos a realidade dos estados. Lembro ainda a sobrecarga de trabalho, estamos trabalhando no Amazonas com metade da tropa prevista”, relatou.

Dan Câmara enfatizou que os deputados membros da Comissão de Segurança Pública da Aleam solicitaram uma agenda com o governador em novembro passado, para tratar do assunto, e até agora não obtiveram respostas. “Nossos assuntos são republicanos, levamos o interesse dos cidadãos, que clamam por segurança e das forças de segurança, que clamam por tratamento digno, estamos aguardando o posicionamento do governador Wilson Lima, antes de abril de 2023 encaminhamos a ele um estudo técnico sobre a data-base”, contou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui