Reforma de espaços públicos e ações de combate à dengue são debatidos na CMM

0
16

Os vereadores da Câmara Municipal de Manaus (CMM) abordaram, na manhã desta terça-feira (26/03), durante o Grande Expediente, temas como a necessidade de reformas de praças e locais esportivos, a realização de ações de limpeza pública e combate à dengue. Além disso, parlamentares coletaram assinaturas para abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) com o objetivo de investigar a Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom).

O vereador Raulzinho (PSDB) foi o primeiro a discursar no Grande Expediente. O parlamentar afirmou que recebeu diversas denúncias a respeito da falta de energia nos bairros de Manaus.

“Recebi denúncias do Novo Aleixo, Mutirão e parte da Cidade Nova, sobre os apagões de energia. Recebi uma ligação, da presidente da rádio ‘A voz das comunidades’, que todos os equipamentos queimaram. Eu ofereci meu corpo jurídico para prestar ajuda, pois isso é um assunto muito sério”, declarou.

Em seguida, o vereador concedeu aparte para o vereador Rodrigo Guedes (Podemos) que reforçou a importância das reformas de praças e complexos esportivos.

“Espaços públicos precisam ser de qualidade, para trazer melhorias para a população. Todo mundo merece um momento de descontração. Por isso, investi minhas emendas parlamentares em reformas de complexos esportivos, praças e parques”, finalizou.

Dengue – O vereador Elissandro Bessa (Solidariedade), usou seu tempo no Grande Expediente, para falar sobre a carência de limpeza pública na comunidade Parque São Pedro, localizado na zona oeste de Manaus.

Para o parlamentar, a falta de limpeza atrai diversas doenças, principalmente a dengue. De acordo com informe epidemiológico, Manaus já registrou mais de 1.700 casos de dengue.

“Encontrei um bairro abandonado. Totalmente isolado dos serviços de limpeza pública, já encaminhamos para a Prefeitura de Manaus e vamos aguardar. As pessoas que estão ali, que estão com dengue, precisam ser socorridas”, discursou.

CPI – O vereador Capitão Carpê (Republicanos) exibiu um vídeo aos demais parlamentares, de uma conversa com o motorista que recebeu a quantidade de dinheiro em espécie.

“O que mais me deixa perplexo, é que o prefeito permite isso acontecer. Vemos um silêncio ensurdecedor pela mídia, estamos vendo um grande caso de corrupção”, afirmou Carpê.

Após a exibição, o parlamentar cobrou respostas do Executivo Municipal, e convocou os demais vereadores a assinarem o pedido de instalação da CPI para investigar a Semcom.

Para a abertura, a CPI precisa de 14 assinaturas. Atualmente, o documento conta com as assinaturas de Capitão Carpê (Republicanos), Bessa (Solidariedade), William Alemão (Cidadania), Rodrigo Guedes (Podemos), Jaildo Oliveira (PV), Raiff Matos (DC), Elissandro Breval (Avante), Diego Afonso (UB), Professora Jacqueline (UB), Everton Assis (UB), Thaysa Lippy (PP), Marcelo Serafim (PSB) e Glória Carratte (PSB), totalizando 13.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui