Dan Câmara leva à tribuna movimento em favor da reconstrução da BR-319

0
24
Foto: Divulgação Assessoria

O deputado Comandante Dan (Podemos) deu visibilidade na sessão plenária, desta terça-feira, ao “Movimento Sindical pela reconstrução de BR-319 Já”, que tem à frente Carlos Lacerda, coordenador Norte do Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos da Força Sindical e Vicente Filizola, presidente da Força Sindical Amazonas.Jeferson Trindade do Ministério de Relações Institucionais do Brasil também estava na plenária da Aleam acompanhando a sessão.

Desde o início do ano, Dan Câmara tem trazido o tema a plenário, principalmente na busca de uma solução às pontes dos rios Curuçá e Autaz-Mirim, que desabaram há um ano e vitimaram cinco pessoas, deixando outras 14 feridas.

A BR-319 tem 885 quilômetros de extensão e 59 pontes, das quais apenas sete são em concreto, sendo todas as demais em madeira. Aquelas sobre o Curuçá e o Autaz-Mirim eram em concreto e deixaram comprometida mais diretamente a mobilidade de cinco municípios: Autazes, Careiro Castanho, Careiro da Várzea, Manaquiri e Nova Olinda do Norte.

O parlamentar lembrou que o Governo do Estado incluiu a pavimentação total da BR como uma das obras a serem financiadas no Amazonas com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento, o PAC 3. Lamentou, entretanto, a suspensão pelo Departamento Nacional de Infraestrutura do Transporte (DNIT), do certame licitatório para a reconstrução das pontes do Curuçá e Autaz-Mirim. “Se o episódio do desabamento fosse na região Sudeste ou Sul, já estaria resolvido e a mídia teria repercutido nacionalmente diariamente, até a sua solução. Aqui parece que estamos exilados, no ostracismo”, avaliou.

O Movimento Sindical em favor da estrada esteve recentemente em Brasília e foi recebida no Ministério dos Transportes, no Ibama e no Palácio do Planalto. Segundo Filizola e Lacerda, no Palácio do Planalto, na Secretaria de Relações Institucionais, o Secretário Executivo, José do Carmo, o Secretário Adjunto de Assuntos Federativos, Margonari Marcos, e a Diretora de Gestão Intergovernamental, Jéssica Italoema, receberam a “Caravana” em nome do ministro Alexandre Padilha, e detalharam os procedimentos necessários.

Para os dois sindicalistas, houve a garantia oficial que a reconstrução da BR-319 é uma obra de infraestrutura prioritária para o Governo Federal e a inclusão dela no PAC 3 resolverá as pendências.

Dan Câmara lembrou a importância econômica daquela estrada, no abastecimento e no escoamento de produção, principalmente no evento climatológico tão grave quanto a seca que o Amazonas enfrenta e interrompe a navegação de vários trechos de rios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui