Wilson Lima reforça importância da campanha de vacinação contra a gripe, antecipada no Amazonas

0
44
Foto: Alex Pazuello / Secom

O governador Wilson Lima destacou a importância do início da Campanha de Vacinação contra a Influenza no Amazonas, que começou nesta segunda-feira (13/11) e segue até 15 de dezembro para públicos prioritários. A antecipação do calendário vacinal para novembro, que normalmente começa em abril, é um pleito antigo do governador atendido por conta do período de chuvas na região Norte.

Por meio da articulação de Wilson Lima, o Ministério da Saúde antecipou o envio de 1,5 milhão de doses de vacinas só para o Amazonas. Durante visita às obras do Asfalta Amazonas, na zona leste, o governador reforçou que a medida visa prevenir a população contra a doença no período de sazonalidade que ocorre entre os meses de novembro a abril.

“A região Norte, especialmente o estado do Amazonas, enfrentava uma grande dificuldade no período de início dessa campanha, porque nacionalmente começa no mês de abril. Com a antecipação, vamos começar a vacinar as pessoas antes do período em que se aumentam significativamente as síndromes respiratórias, principalmente crianças”, pontuou o governador.

No estado, a coordenação da campanha está sob a responsabilidade da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), que por meio da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), distribui as doses do imunizante aos 62 municípios.

As doses foram armazenadas no Centro de Imunobiológicos do Amazonas, na FVS-RCP e estão sendo distribuídas aos municípios do estado mediante retirada programada pelas Secretarias Municipais de Saúde, junto à coordenação estadual do Programa Nacional de Imunização.

Campanha na região Norte

A partir do ano de 2023 a Campanha de Vacinação contra Influenza na região Norte será realizada no 2º semestre, no decorrer do mês de novembro. A proposta da campanha é trabalhar de acordo com o microplanejamento elaborado por cada município, com a identificação dos grupos prioritários, organização das estratégias, controle da 1ª e 2ª doses.

A oferta da 1ª dose está destinada nesse primeiro momento para crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas (após parto até 45 dias), trabalhadores da saúde, professores do ensino básico e superior, povos indígenas, idosos com 60 anos ou mais, profissionais das forças de segurança e salvamento e das Forças Armadas, pessoas com deficiência permanente e caminhoneiros.

A vacinação contra a influenza é uma das medidas de prevenção mais importantes para proteger contra a doença, suas complicações e óbitos, além de contribuir para a redução da circulação viral na população, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco. A meta estipulada pelo Ministério da Saúde é atender 90% de cada um dos grupos prioritários.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui