“Falta de respeito com a população”, rebate Wilker Barreto após secretário Anoar Samad afirmar que urgência e Emergência do Amazonas é uma das melhores do País

0
31
Foto: Divulgação Assessoria

O deputado estadual Wilker Barreto (Cidadania) rebateu nesta segunda-feira, 6, em Sessão Ordinária compensatória da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), a declaração do secretário estadual de saúde (SES-AM) que o serviço de urgência e emergência da rede pública do Amazonas é uma das melhores do Brasil. Em tom duro, o parlamentar afirmou que a fala do secretário, dada durante entrevista à uma emissora local, é uma falta de respeito com e não reflete a realidade vivenciada nos três hospitais de grande porte do Estado: 28 de Agosto, João Lúcio e Platão Araújo.

Em seu discurso, Wilker contestou o cenário descrito pelo secretário Anoar e afirmou que a saúde do Amazonas está um caos com profissionais com atrasos de salários, estruturas precárias, medicamentos e insumos zerados ou estoque precário e longas filas de espera para procedimentos cardíacos, dentre outras problemáticas.

“Secretário de saúde que não anda nos hospitais, vai pra imprensa dizer que o Amazonas tem uma das melhores emergência e urgência do país é faltar com respeito com a população. É o mesmo secretário que não sabe que maqueiros, serviços gerais estão com atraso de salários, que falta medicamento, materiais, aparelhos de exames… A nossa saúde hoje está em colapso, se isso é exemplo de qualidade e excelência, eu não sei o que é ruim”, disparou Barreto, em seu discurso na tribuna.

O deputado frisou que irá encaminhar formalmente ao titular da SES-AM os relatórios de fiscalização da Comissão de Saúde e Previdência da Assembleia Legislativa do Amazonas (CSP-Aleam) nos hospitais de urgência e emergência da capital: 28 de Agosto, João Lúcio, Platão Araújo e Hospital da Criança da Zona Leste – Joãozinho. Tais documentos retratam o que foi verificado “in loco” em cada unidade de saúde, baseado em depoimentos de profissionais, pacientes e acompanhantes, assim como dados, imagens fotográficas, vídeos e áudios.

“Irei formalmente encaminhar a este secretário que não vai nas unidades os relatórios das fiscalizações da Comissão de Saúde, porque neste exato momento o hospital 28 de Agosto está um caos, faltando de um tudo, e aí a população é obrigada a escutar uma ofensa dessa, uma falta de respeito. Secretário merecia uma nota de repúdio pelo critério de incompetência”, concluiu Wilker.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui