Reforma tributária recebeu mais de 700 emendas; Eduardo Braga é o relator

0
33

A poucos dias de ser votado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal, o texto da reforma tributária já conta com 718 emendas apresentadas. A expectativa é que a proposta de emenda à Constituição (PEC) seja apreciada no colegiado na próxima terça-feira (7/11).

As emendas são sugestões elaboradas por parlamentares ao texto da proposição. Caberá ao relator do texto, Eduardo Braga (MDB-AM), avaliar se incorpora ao parecer final as propostas dos colegas.

Do total de emendas, 34 foram elaboradas por um conjunto de parlamentares. As demais 684 foram apresentadas individualmente por senadores. Neste grupo, congressistas do Centrão lideram a lista de proposições sugeridas.

Mecias de Jesus (Republicanos-RR) ocupa o primeiro lugar, com 57 proposições. Em seguida, estão Laércio Oliveira (PP-SE), com 43 emendas sugeridas; Vanderlan Cardoso (PSD-GO), com 32; Efraim Filho (União-PB), com 31; e Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB), com 29.

Emendas acatadas

Na quinta-feira (2/11), feriado de Finados, Eduardo Braga participou de reunião com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, para alinhar os últimos pontos do texto antes da votação.

Ao fim do encontro, Braga afirmou, em conversa com a imprensa, que acatou ao menos 250 emendas apresentadas pelos parlamentares.

De acordo com Braga, o encontro com Haddad serviu para alinhar “ajustes pontuais” ao texto. O senador garantiu que não foram realizadas grandes mudanças em comparação ao relatório apresentado por ele em 25 de outubro na CCJ. Com informações de Metrópoles.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui