Deputada Joana Darc homenageia policiais da Companhia Independente de Policiamento com Cães do AM

0
29
Foto: Fábio Romão

Por meio de requerimento, de autoria da deputada estadual Joana Darc (União Brasil), a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) realizou, nesta sexta-feira (27/10), no plenário Ruy Araújo, a Sessão Especial em homenagem à Companhia Independente de Policiamento com Cães (CIPCães) da Polícia Militar do Amazonas (PMAM).

O objetivo da propositura foi destacar o trabalho feito pelos profissionais da Companhia, que vai além do adestramento com animais para o combate contra o crime organizado. A parlamentar ressaltou a importância de reconhecer as atividades realizadas pela CIPCães e, ainda, agradeceu pelo prestamento de serviço, quando necessário, nas ações e resgates da Comissão de Proteção dos Animais (CPAMA) da Aleam.

“Quando precisamos averiguar alguma ocorrência que trata sobre maus-tratos aos animais, a CIPCães é a primeira a quem procuramos e somos atendidos pela equipe, dentro das possibilidades. É um trabalho que precisa ser reconhecido pela população do Amazonas e agradeço imensamente por esse trabalho”, disse.

O efetivo de policiais militares da CIPCães é de 50 PMs, que exercem as funções de comando e subcomando, e trabalham no cumprimento das missões de: adestramento, auxiliar de veterinária, administração e manutenção de instalações. Na solenidade, 29 policiais da Companhia foram homenageados.

Sobre a CIPCães

A CIPCães foi criada por meio da Portaria nº 874/SG, de 10 de outubro de 2005, ficando subordinada ao Comando de Policiamento Especializado (CPE) e elevando o Canil ao status de unidade independente. A Companhia está localizada nas dependências do Quartel do Comando Geral (da PMAM, na rua Benjamin Constant s/n, bairro Petrópolis, em Manaus.

Para o Major QOPM Marcelo Ferreira de Arruda Ormond, o trabalho diário e árduo garante a segurança dos amazonenses e necessita de muita atenção quando se trata do adestramento com os cães.

“O treinamento é difícil e o combate mais difícil ainda, é diário e incessante. O trabalho é fundamental para garantir a segurança e a tranquilidade para a população, porém, na nossa trajetória, nem toda rotina é flores. Tivemos a perda da cadela Ronda, que morreu protegendo os integrantes da equipe em combate contra uma onça”, pontuou.

Em ato heroico, a cadela condecorada Ronda, do canil da PMAM, morreu no dia 16 de fevereiro de 2022, em luta com uma onça, para defender a equipe da PM de um ataque do animal, no município de Urucará, interior do Amazonas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui