PF mira grupo da Turquia que escraviza atores e dançarinos brasileiros

0
41
PF/Divulgação

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta segunda-feira (23/10), operação para reprimir o tráfico internacional de 27 dançarinos e atores brasileiros para a Turquia.

Segundo as investigações, há fortes indícios de que as vítimas tenham sido submetidas a condições degradantes de trabalho, viveram em alojamentos indignos, receberam alimentação inadequada e racionada, tiveram salários retidos, além de serem ameaçadas constantemente pelo empregador brasileiro e pela empresa turca contratante.

Turquia

Os profissionais aliciados seriam artistas de dança e teatro moradores de vários estados brasileiros, de acordo com a PF, e foram recrutados por meio das redes sociais ou por convite direto do empregador brasileiro.

Na ação desta segunda-feira (23/10), as equipes policiais cumpriram um mandado de busca e apreensão em endereço associado ao empresário brasileiro, morador de Florianópolis, responsável pela contratação e pelo envio dos artistas para a Turquia.

O crime de tráfico internacional de pessoas é tipificado em lei e prevê pena de 4 a 8 anos de prisão, com possibilidade de ser aumentada devido a outros fatores, além do pagamento de multa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui