Caio André defende fim do isolamento do Amazonas e ações que facilitem chegada de insumos a afetados pela seca

0
27
Foto: Mauro Pereira – Dicom/CMM

O presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Caio André (Podemos), defendeu, nesta quarta-feira (04/10), intervenções que facilitem a chegada de insumos de outros estados para o Amazonas. O pronunciamento do parlamentar tem como pano de fundo a seca dos rios, que segundo o Governo do Estado, afeta mais de 200 mil pessoas e mais de 50 mil famílias.

De acordo com o presidente da Casa, a estiagem prejudica cidades amazonenses não apenas pela dificuldade de acesso por via fluvial, mas principalmente pela chegada de itens básicos como água potável e alimentos, os quais também são produzidos fora do Amazonas e, com a seca, têm o consumo comprometido.

Caio André relembrou discussão a nível nacional sobre a Ponte de Safena, projeto de ligação rodoviária que interligaria o Amazonas ao estado do Pará, e defendeu que soluções para os entraves que atrasam a pavimentação da BR-319 sejam colocadas em prática.

“Não se pode esquecer, quando se fala em sustentabilidade, em preservação da natureza, do ser humano. Sem o ser humano, não existe a menor possibilidade de preservação e sustentabilidade. É o caboclo lá no meio da floresta que é o principal agente conservador das nossas florestas, da nossa fauna e da nossa flora”, disse Caio, ao reforçar a importância de obras que liguem o Amazonas ao resto do Brasil.

“Nós estamos clamando por essa saída e somos nós que preservamos esse espaço, e não é de agora, mas de décadas. Somos nós que estamos gritando para que não nos mantenhamos isolados do Brasil e dos grandes centros”.

Queimadas – Ainda no Pequeno Expediente, Caio André cobrou da empresa Amazonas Energia uma solução para as constantes interrupções de energia elétrica na cidade. O parlamentar citou caso recente, ocorrido na terça-feira (03/10), onde uma queimada em uma área no bairro Dom Pedro, zona centro-oeste, teria prejudicado o fornecimento, conforme justificativa da concessionária.

“Nós não vamos nos furtar de estarmos aqui cobrando da empresa, que hoje é uma concessão, empresa privatizada, mas nós temos como cobrar para que a cidade de Manaus não tenha todos os dias o seu fornecimento de energia interrompido”.

Indicações – Durante a Sessão Plenária, Caio André apresentou dez indicações ao Governo do Estado e à Prefeitura de Manaus oriundas de demandas apresentadas no projeto Câmara Cidadã. As solicitações envolvem áreas como saúde, educação, assistência social, mobilidade urbana, entre outras.

Com as indicações, o presidente da CMM dá uma resposta aos moradores que participaram da Tribuna Popular da Câmara Cidadã, realizada no Convivência Padre Pedro Vignola, zona norte de Manaus, nos dias 14 e 15 de setembro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui