Governo do Amazonas recebe 23 brigadistas do Ibama para reforçar combate às queimadas na Região Metropolitana

0
39
FOTOS: Antônio Lima /Secom

O Governo do Amazonas recebeu, nesta segunda-feira (02/10), o apoio de mais 23 agentes do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama). Esses agentes contribuirão para as ações em curso do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), especialmente no combate às queimadas na Região Metropolitana de Manaus (RMM).

A chegada das forças federais ocorre após reuniões junto ao Ministério do Meio Ambiente e Mudança Climática, para articular a integração institucional no combate aos incêndios no Amazonas. No dia 26 de setembro, o governador Wilson Lima se reuniu com a ministra Marina Silva, em Brasília (DF), para ampliar as frentes de atuação conjunta no estado.

“Foi por determinação do governador Wilson Lima que a gente está atento a todas as oportunidades, para que a gente possa minimizar os impactos das queimadas. O governador esteve com a ministra, que se colocou à disposição, por meio do Ibama, para aumentar o contingente do Prevfogo, para atender, em especial, as prefeituras”, disse o secretário de Estado do Meio Ambiente, Eduardo Taveira.

Ainda pela tarde, representantes do Prevfogo, do Ibama e o secretário da Sema participaram de uma reunião no Batalhão do Corpo de Bombeiros, para o alinhamento das primeiras estratégias de combate. A ação prioritária será a extinção do incêndio que ocorre na margem direita do Rio Negro, no Distrito de Cacau Pirêra, em Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus). 

“Nós fizemos um briefing para ambientá-los do que nós estamos fazendo, mantendo a integridade tática da equipe do PrevFogo. Já começaremos os trabalhos a partir desta terça-feira (03/10) e nós pretendemos, de forma integrada, unir esforços pra gente fazer o enfrentamento o mais rápido possível desse incêndio que persiste na região do Cacau Pirêra”, destacou o comandante-geral do CBMAM, coronel Orleilso Muniz.

Próximos passos

Ao todo, mais de 40 bombeiros estão atuando no sinistro, que atinge uma área de mata de, aproximadamente, três quilômetros de extensão no Cacau Pirêra. Logo pela manhã desta terça-feira (03/10), as equipes do Prevfogo farão um sobrevoo, para reconhecimento aéreo do terreno, a fim de traçar as melhores estratégias de combate junto ao CBMAM.

“Como é uma área de turfa, que está pegando fogo na vegetação morta, a gente precisa cavar trincheiras e cortar esse material orgânico, para chegar no material mineral. É um trabalho árduo, complexo. Vamos iniciar com um reconhecimento do local, contando com todo apoio da nossa parte logística, para fazer essas atividades”, afirmou o chefe da Divisão de Monitoramento e Combate do Prevfogo, Lawrence Nóbrega de Oliveira.

O efetivo que chegou nesta segunda-feira (02/10) se junta a outros 33 brigadistas do Prevfogo, que estão no Amazonas desde setembro, atuando no combate aos focos de incêndios na Terra Indígena Andirá-Marau, em Barreirinha (a 331 quilômetros de Manaus).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui