Prosamin+ marca presença na agenda global sobre saneamento básico e recursos hídricos

0
36

As experiências exitosas em saneamento básico na América Latina e em países europeus foram tema do segundo dia da Semana do Conhecimento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O Governo do Amazonas está sendo representado no evento, que acontece até esta quinta-feira (28/09) em Washington D.C, pelo secretário de Estado de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Sedurb), Marcellus Campêlo.

A Semana do Conhecimento do BID reúne especialistas e representantes  de programas financiados pela instituição em toda a América Latina. O objetivo é o intercâmbio de experiências, oportunidade para conhecer diversos projetos e inovações, nas áreas de água, saneamento e gestão de resíduos.

Marcellus Campêlo, que está à frente do Programa Social e Ambiental de Manaus e Interior (Prosamin+), em Manaus, e do Programa de Saneamento Integrado (Prosai) de Parintins, destacou a troca de conhecimento entre os projetos financiados pelo BID, ressaltando a contribuição destes para melhorar o saneamento básico em várias nações.

“Aqui em Washington, pudemos ver como esses programas vêm sendo desenvolvidos em países europeus, como é o caso do Rio Sena, em Paris, e o Tâmisa, na Inglaterra, e temos também a oportunidade de ver, na prática, os projetos que estão acontecendo na América Latina. Há um movimento importante no sentido de melhorar o tratamento dos cursos de água no planeta e o Amazonas participa dessa agenda com o Prosamin+”, afirmou.

Na abertura das atividades desta quarta-feira, o especialista em Água e Saneamento do BID, Gustavo Mendez, falou sobre a contribuição que o banco vem dando para o saneamento na América Latina, incluindo um grande programa que está sendo elaborado para a despoluição do Rio Tietê em São Paulo, assim como modelos novos que vêm sendo utilizados para levar tratamento de esgoto a populações vulneráveis em Medelin, na Colômbia, e na Bahia de Montevidéu, no Uruguai. “Estamos evoluindo na forma de atuar com resultados mais efetivos, mais eficientes e com impactos mais significativos em menos tempo”, ressaltou Mendez.

Em Manaus, o Prosamin, em suas várias edições, foi responsável pela implantação de 180 quilômetros de rede de coleta e tratamento de esgoto e, com o Prosamin+, irá implantar cerca de 60 quilômetros, até 2017.  No interior, o Prosai Maués implantou 18 quilômetros de rede de coleta de esgoto e recuperou outros 13 quilômetros de redes já existentes. Já o Prosai Parintins pretende implantar 31 quilômetros na Ilha Tupinambarana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui