Anne Kesy é a primeira árbitra do Amazonas a ser convocada para Jogos Pan-Americanos

0
41
FOTOS: Mauro Neto Divulgação/Sedel

Mais um feito histórico para o Amazonas! Anne Kesy Gomes é a primeira árbitra assistente a ser convocada para os Jogos Pan-Americanos. A amazonense, que compõe o quadro da Federação Internacional de Futebol (Fifa), desde 2022, embarca em outubro para Santiago, no Chile, onde acontece a competição internacional.

“Ter a Anne Kesy entre os profissionais de arbitragem dos Jogos-Pan Americanos é muito importante para o Amazonas. Ficamos felizes por essa convocação, ela tem representado a força da mulher amazonense e com certeza desempenhará sua função da melhor forma”, comentou Jorge Oliveira, secretário de Estado do Desporto e Lazer (Sedel).

Graduada em Educação Física e Fisioterapia, Anne Kesy começou sua trajetória na arbitragem em 2009. E no ano de 2011, a amazonense ingressou na Confederação Brasileira de Futebol (CBF), sendo em seguida, em 2022, convocada pela Conmebol para compor o quadro de árbitros da Fifa.

Anne Kesy também atua como profissional de Educação Física no Programa do Governo do Amazonas, RespirAR. Referência em sua profissão no estado, a amazonense comenta com orgulho sobre a sua convocação para os jogos Pan-Americanos.

“Estou muito feliz de ser a primeira árbitra amazonense a participar de um Pan-Americano. O sentimento é de gratidão, em poder mostrar para o mundo que o Norte é potência no esporte”, comentou Anne Kesy.

Sonhadora e dedicada no que faz, Anne Kesy ressalta a importância do apoio ao esporte e, principalmente, a visibilidade do Amazonas no cenário esportivo. “O Governo do Amazonas tem um papel fundamental na minha convocação. O investimento ao esporte abrange a todos os atletas, treinadores e árbitros, colocando cada vez mais o Amazonas em destaque”, ressaltou.

Em 2022, a amazonense Anne Kesy participou de duas competições internacionais, como árbitra assistente da Fifa, o Campeonato Sul-Americano de Futebol Feminino Sub-17, disputado no Uruguai; e os Jogos Sul-Americanos, realizado no Paraguai. “O futebol tem me levado a lugares que eu nunca imaginei, conheci vários países através do esporte. Quando eu comecei aos 17 anos, nunca imaginei que chegaria na arbitragem internacional. E o esporte transformou minha vida”, comentou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui