Pesquisa avalia como tranquila participação de Braga na disputa eleitoral com alta intenção de voto

0
469

A empresa Action Pesquisas de Mercado publicou uma pesquisa de intenção de votos nesta terça-feira, 5 de agosto, registrada sob o número 000021/2014 TSE e 000293/2014 TRE.

De acordo com a pesquisa, Eduardo Braga (PMDB) estaria eleito no primeiro turno com 60% dos votos, pois a soma dos percentuais de José Melo e dos demais candidatos e mais os brancos e nulos alcançam apenas 24%

A investigação abrangeu 2.588 eleitores da área urbana da capital e outros 30 municípios do Estado entre os dias 29 de julho e 01 de agosto. A margem de erro da pesquisa é de 3% para mais ou para menos.

Embora a avaliação do governo Melo seja dado como “bom”, Melo não tem a mesma resposta positiva da avaliação administrativa nas intenções de voto.

Quando se considera o voto espontâneo, o senador Eduardo Braga, candidato ao cargo de governador, lidera com 37% das intenções de voto e Melo aparece em segundo com 13%. No terceiro lugar, ficam empatados Marcelo Ramos (PSB) e Chico Preto (PMN).

 

pesquisa--governador-interior-capital-amazonas

 

Na pesquisa estimulada a vantagem de Braga aumenta para 60% das intenções. Melo também sobe, mas figura com 24%. Marcelo Ramos fica com 3% e Chico Preto com 2%.

A rejeição aos candidatos também foi outro item avaliado. Por alguma razão não conhecida, a maior rejeição é a Chico Preto, com 20%.

Depois aparece Luiz Navarro (PCB), 14%, e Eduardo Braga, 12%. Como apenas Braga ocupou o cargo executivo de governador, pela lógica elementar é ele quem deveria ter a maior rejeição.

Se isso indica que o eleitor avalia bem sua passagem pelo governo é mais um ponto altamente positivo para o senador.

Nesta altura do campeonato, o cenário para o senador Braga é de extrema tranquilidade, pois os números lhe são bastante favoráveis uma vez que tem uma alta intenção de voto e uma baixa taxa de rejeição e mesmo que a propaganda na TV venha a alterar esse quadro, nada indica que vá ocorrer um “derretimento” de seu vasto potencial de voto apontado pelas pesquisas.

Ao contrário de Braga, Zé Melo terá de demonstrar na propaganda de TV que é ele e não Braga que merece continuar à frente do governo. Teria de demonstrar que ele é quem pode fazer mais e melhor pelo povo.

Pelo jeito isto não será fácil, pois pouca ou nenhuma realização no Estado se pode atribuir a Zé Melo.

Já o senador Braga pode vincular a seu governo quase todas as realizações dos últimos 12 anos.

Portanto, diante de um quadro desses basta o senador fazer um trabalho de marketing chamado “de manutenção”. Caso isso ocorra não há porque temer perder votos para Melo, ao qual, mesmo com a máquina na mão, lhe falta tempo e talento para transformar isso em voto para o governo do estado.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui