Um candidato real e outro mascarado: o povo que julgue

0
479

Faz algum tempo que o governador em transição, José Melo (PROS), vem provocando o senador Eduardo Braga (PMDB), mandando fazer imagens de sua campanha com um único fito: perseguir, perseguir, demitir, demitir e demitir funcionários públicos engajados a candidatura Braga.
Melo sabe que uma hora ou outra haveria alguma reação.
Em Maraã, quando o jovem Joel, possivelmente portador de deficiencia fografava não o senador, mas os seus seguidores, este reagiu com impaciência, mas nada que justificasse o escarceu sensacionalisra que estão fazendo com palavrórios e imagens que nada retratam.
Fica claro, portanto, pelas imagens publicadas neste blog, extraídas de um vídeo, que não houve agressão nenhuma praticada pelo senador contra o jovem Joel, à exceção da reação um tanto que exacerbada de um de seus assesores que foi impedido – que fique bem claro – por Eduardo Braga de tirar a máquina fotográfica de Joel.
Mas peixe que morde a isca tem de se debater se quiser escapar de ser fritado.
É triste ver a campanha descambar para esse nível.
Braga precisa se precaver contra esse tipo de velhacaria, embora saiba que desde o início de sua campanha é seguido, nessas caminhadas, seja em Manaus ou no interior do estado, por essas figuras saídas das catacumbas do Melo, que tenta ganhar o jogo não por suas virtudes, mas com o emprego da covardia herdada nos escaninhos da ditadura para lascar com a vida de muita gente honrada enquanto serviu com esmero aos da “pesada” (falaremos disso mais adiante com detalhe e com provas).
Na era da campanha televisiva, imagem é tudo. Daí é preciso cuidar para parecer “docil” e “inofensivo” como Melo faz, escondendo sua verdadeira face sorrateira, disssimulada, com sorriso de aeromoça nos labios, com pele de cordeiro, mas “por dentro” uma hiena que gargalha enquanto toma a presa do leao.
Braga não pode agir como Melo porque este nao tem o que perder.
Não pode mandar fazer imagem dos eventos de Melo porque seria perda de tempo.
Primeiro, porque não há conteudo; segundo, porque não há intenção de fazer mal à ninguém quando no governo. Ao contrário de Melo, que faz imagem para poder demitir quem apareça nas imagens e ocupe cargo no governo dele.
O povo que julgue entre um candidato real e outro mascarado. Nem sempre o mascarado e’ o “mocinho”. Pode ser tambem o vilão, como o “coringa”. Melo se encaixa bem nesse figurino.
 
ONDE ESTÁ A AGRESSÃO?
 
frame 1 desce do carro
1 SENADOR SAI DO CARRO
frame 2 abraça joel
CONVERSA COM JOEL ABRAÇADO
frame 3 joel corresponde o abraço
JOEL CORRESPONDE AO ABRAÇO
frame 4 camera fica de frente do senador nenhuma gravata
AMBOS CONTINUAM ABRAÇADOS MAS SEM O FANTASIOSO GOLPE DE GRAVATA
frame 5 mais de frentre nenhuma agressão
A CONVERSA CONTINUA MAS SEM QUALQUER AGRESSÃO
frame 6 impede que assessor tire a máquina de joel
EDUARDO BRAGA IMPEDE QUE ASSESSOR TIRE A MÁQUINA DE JOEL
frame 7 proteje joel do assessior
EDUARDO BRAGA REPREENDE ASSSESSOR
frame 8 sabino e assessor distante de joel
 
ASSESSOR E SABINO CASTELO BRANCO VISTO LONGE DE JOEL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui