Guto Rodrigues denuncia existência de “Mensalinho Baré” na Prefeitura de Manaus

0
617

O presidente do PPS, Guto Rodrigues, em coletiva a imprensa na manhã desta quinta-feira na sede do partido, denunciou a existência de um “Mensalinho Baré” na Prefeitura de Manaus. De acordo com ele o fato ficou constatado quando ele recebeu uma proposta de Márcio Noronha, secretário de governo de Arthur Neto, a proposta de continuar recebendo como secretário da pasta de Trabalho, Emprego e Desenvolvimento (Semtrad), mas sem dar expediente.
Rodrigues disse que, vai denunciar o fato ao Ministério Público Estadual, para que o assédio moral e o constrangimento possa ser apurado, por trata-se de crime.
“Fui chamado pelo senhor Márcio Noronha e fui até a produtora Time e lá ele disse que uma outra pessoa queria apertar a minha mão, era o deputado Arthur Bisneto. E o Márcio, disse que tinha uma grande proposta para me fazer, que o prefeito Arthur Neto, queria me afastar da secretaria, mas ele pagaria até o fim do processo (que seria o eleitoral), mas todos os demais do PPS seriam exonerados”, relatou Guto Rodrigues, afirmando que Noronha lhe garantiu que os outros que saíram da prefeitura continuam recebendo.
De acordo com o secretário exonerado, ele disse ao emissário que ele e Arthur quando jovens “diziam que corria em suas veias o sangue de Ajuricaba e agora o Arthur quer me transformar no índio Pirama, de Gonçalves Dias, que pediu perdão ao inimigo e ao falar ao pai, recebeu a resposta que não era mais seu filho, pois não corria em suas veias o sangue de um covarde”, acrescentou sorrindo, Guto, afirmando ter dito a Márcio Noronha, que mandou um recado para o prefeito que podia exonerá-lo, pois não fazia aquele tipo de acordo.
“Quando Arthur tenta me comprar, mancha a sua história”, disparou, afirmando que os lideres do PSDB consideram Arthur Neto, hoje a vergonha do Brasil. “Todos conseguiram montar seus palanques (para Aécio), das 27 unidades da federação apenas em uma não se montou, aqui em Manaus”, querendo dizer que o prefeito tucano nada fez.
Rodrigues, disse que o pior veio depois, quando ele ficou sabendo que havia uma comissão de inquérito criada dentro de sua secretaria para saber quem eram as pessoas filiadas ou ligadas ao PPS e se tinham ligação com Hissa Abraão e que essas ao serem identificadas deveriam ser extirpada da Semtrad.
“Ele demitiu o Hissa pelo rádio, e a mim fui demitido estando em Brasília, atrás de recursos para secretaria e eu trouxe os recursos”, disparou Guto, o primeiro a falar na coletiva do PPS, convocada depois que o prefeito Arthur Neto, determinou ontem a exoneração de todas as pessoas filiadas ao partido e os simpatizantes.
Guto disse ainda, que com a exoneração dos filiados ao PPS e os simpatizantes, o prefeito Arthur Neto, determinou novas nomeações para as vagas abertas e uma das pessoas nomeadas é a esposa do superintendente da Suframa Thomaz Nogueira.
Fonte – Fato Amazônico

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui