Omar engana moradores de Coari com promessa de construção da Ponte do Pêra

0
677

Quando os políticos não tem responsabilidade com o que prometem ao povo dá nisso, o  que se pode ver nas fotos aí acima. O ex-governador Omar Aziz foi a Coari e prometeu jurando por todos os juros que construiria a ponte do Pêra, mas olhem só aí: a tal ponte, que talvez já deva até ter sido dada como terminada, e paga, mas o povo “inocente” não sabe, não passa de duas pilastras perdidas no alagamento.
O povo que tanto esperou do Omar essa ponte para amenizar suas agruras na vida, agora tem de passar por uma “ponte” de madeira caindo pelas beiradas, se equilibrando para não tomar banho involuntário nas águas fétidas do manguezal.
Propaganda não resulta em obras se estas ficam apenas “no sonho do povo” e na “cabeça oca” do governante inescrupuloso.
Prestem atenção na sequência de  fotos abaixo o perigo que representa  aos catraieiros passarem por baixo dessa “ponte velha” por um espaço de 2 metros de largura por 1 metro de altura : você se arriscaria? Claro que sim, pois você é do povo. Que se dane! E o Omar? Duvido-de-ó-dó. Ele está é se lixando “procês”, que ele acha um “bando de bestas!, uns bocós”.
ponte4
ponte3
ponte2
 
Contudo, em maio do ano passado, “a Secretária de Estado de Infraestrutura, engenheira Waldívia Alencar” dizia que viajaria no sábado (03.05) para o município de Coari, onde participaria do lançamento da obra de construção da Ponte do Pêra, em solenidade a ser presidida naquela oportunidade pelo governado Omar Aziz.
A tal obra seria feita pela Construtora MCW, que venceu o processo licitatório realizado pela Comissão Geral de Licitação (CGL-AM). O investimento é da ordem de R$ 11.175.510,78.
Como será que estão os pagamentos da dita cuja? Alô MP! Alô TCE! Alô senhor bispo!
Essa Ponte do Pêra, que faz a ligação entre o centro de Coari e outros bairros da cidade, como os do Pêra I, II, III e IV, e ainda o bairro do Chagas Aguiar, teria sete vãos de 33 metros cada, totalizando 231 metros de extensão, com tabuleiro de doze metros de largura, segundo a propaganda do Omar.
A ponte teria duas faixas para a circulação de veículos, com 4,5 m de largura cada uma e duas faixas destinadas aos pedestres, sendo que estas terão 1,46 m de largura. Ela seria construída em estrutura mista em concreto com partes metálicas.
É, está se vendo!
Pra terminar, essa ponte “de araque” deveria ter cerca de 400 metros de extensão e iria ser estratégica para a instalação do novo porto da cidade, que vai ser construído no rio Solimões. A ponte custará cerca de R$ 21 milhões.
Caramba! Como essa gente constrói “moinhos de vento”!
Se o Amazonas não fosse a “pátria das águas” como poetiza Tiago de Melo, políticos dessa estirpe prometeria construir “rios” para depois fazer as pontes por cima deles. Isso sem pestanejar e sem utilizar formão na ora de fazer a barba. Caras-de-paus!
ponte1
ponte5
ponte6
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui