Negligência do Governo deixa zonas Norte e Leste sem água, diz Chico Preto

0
462

O deputado estadual Marco Antônio Chico Preto (PMN/AM) afirmou na quinta-feira, 26, que o Governo do Amazonas foi negligente ao deixar de construir defensas nos pilares do sistema de captação de água do Proama e penalizou mais de 500 mil pessoas nas zonas Norte e Leste de Manaus, que estão sem água desde a terça-feira, 24, após um balsa atingir a plataforma do complexo, na ponta das lajes.

Chico Preto lembrou que a parte mais difícil para solucionar o problema foi construir o complexo do Programa Águas para Manaus (Proama), e lamentou a falta de seriedade na adoção e desenvolvimento de outras medidas necessárias para assegurar o êxito do investimento realizado com dinheiro do povo amazonense.

“Faltou gestão e visão de longo prazo para concluir projeto e dotá-lo das medidas de segurança necessárias”, afirmou, lamentando que os acidentes anteriores registrado no local não tenham servido para despertar as autoridades.

De acordo com o parlamentar, a negligência da administração estadual contribuiu para comprometer a estrutura do sistema de captação, que foi “seriamente” atingida mais uma vez por uma balsa e acabou interrompendo o fornecimento de água.

“Se o governo tivesse investido na construção do sistema de defesas dos pilares do sistema de captação de água do Proama, agora milhares de famílias não estariam sofrendo com a falta de água nas torneiras das suas casas”, destacou, lembrando que aquela área registra elevado fluxo de embarcações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui