Professores lotam Teatro Amazonas para prestigiar espetáculos

0
601

Profissionais de educação das redes municipal e estadual lotaram o Teatro Amazonas, no centro de Manaus, na noite desta quinta-feira, 19, para acompanhar as apresentações dos espetáculos ‘Grito Verde’ e ‘Herança Africana’.

A atração cultural agradou aos presentes, como a professora Sandra Bezerra Amorim. Ela destacou a importância da realização do evento durante o recesso dos educadores. “É interessante porque quem não viajou pode ter a possibilidade de assistir a espetáculos culturais de qualidade, a espetáculos que mostram nossa cultura. É uma atividade diferente”, relatou.

Pensamento semelhante ao do professor de história, Amauri Pio. Ele informou que por trabalharem nos três turnos, muitos professores acabam ficando sem tempo para atividades culturais. “A maioria dá aula em vários turnos e uma atividade como essa é difícil. Fazer isso no período de recesso foi o ideal. É importante estimular uma atividade cultural. Espero que continue”.

Apresentação

Os educadores puderam conferir, na primeira parte de atrações, a apresentação do Corpo de Dança do Amazonas (CDA), com o espetáculo ‘Grito Verde’. A atração, que surgiu em 2004, trata de forma poética a relação do homem com o meio em que vive e as suas dificuldades. “Retrata ainda, de forma indireta, a preservação do meio ambiente”, garantiu a bailarina e assistente de coreografia do grupo, Adriana Góes.

A noite de espetáculo foi mais que especial para a assistente administrativa Miriam Macedo, que teve a oportunidade de levar a filha, de 16 anos, pela primeira vez ao teatro. “Ela conhecia o teatro por fora. Hoje, ela entrou e achou tudo lindo. Foi uma ideia maravilhosa realizar o Balaio Cultural”, ressaltou.

Os presentes prestigiaram ainda a apresentação do Balé Folclórico do Amazonas, com o espetáculo ‘Herança Africana’, que apresenta uma junção da cultura regional com a cultura africana. “O espetáculo mostra ainda a influência da cultura afro nas músicas da nossa região e homenageia a cultura africana”, informou o bailarino Thiago Farias.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui