Estuprador que espancou e matou bebê recebe o troco de outros 20 detentos

0
2348

Daryell Dickson Menezes Xavier, professor de jiu-jítsu, é acusado de ter espancado e estuprado um bebê de um ano e oito meses, que não resistiu aos ferimentos. A criança era filha da namorada de Daryell. A barbaridade aconteceu em Taguatinga, cidade-satélite de Brasília, no final de março. No dia 1º de abril, o suspeito compareceu à delegacia e recebeu 30 dias de prisão preventiva.

Revoltados com o crime que teria sido cometido por Daryell, os outros detentos resolveram se vingar e fazê-lo sentir a mesma dor que a criança. Ele até tentou se impor como lutador, mas acabou sendo estuprado por aproximadamente 20 detentos.

Com vários ferimentos, sendo o mais grave na região anal, o acusado recebeu tratamento hospitalar e precisou levar pontos. Ao voltar para a cadeia, porém, os presos o estupraram novamente, arrebentando a sutura.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui