Homem mais velho do mundo morre aos 111 anos

0
461

O considerado homem mais velho do mundo, o emigrante polonês Alezander Imich, morreu em Nova York aos 111 anos, após uma intensa vida na qual se dedicou à química e foi presidente do Centro de Pesquisa de Fenômenos Anômalos de Nova York.

Segundo informa hoje o ‘New York Daily News’, Imich, nascido em 4 de fevereiro de 1903, morreu em uma residência de idosos no Upper West Side de Manhattan, e tinha se transformado no homem mais velho do mundo em 24 abril, quando morreu o italiano Arturo Licata aos 111 anos e 357 dias.

Na ocasião, Imich deu uma entrevista à ‘NBC’ e quando perguntaram o segredo de sua longevidade, disse com humor que era ‘simplesmente não morrer’.

Alexander Imich, de família judia, exilou-se nos Estados Unidos em 1952 após ter abandonado seu país com sua mulher em 1939, quando os nazistas invadiram a Polônia, e após ter passado por campos de trabalho da antiga União Soviética.

Doutor em zoologia pela universidade da Cracóvia, nos Estados Unidos se transformou em um eminente parapsicólogo. Ficou viúvo em 1986.

Após sua morte, o japonês Sakari Momoi, nascido só um dia depois de Imich, transforma-se no homem mais velho do mundo.

Outra japonesa, Misao Okawa, é a mulher mais velha do mundo, com 116 anos e nascida em 5 de março de 1898.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui