Amazonino Mendes e mais seis partidos declaram apoio a Eduardo Braga

0
513

A presença de Amazonino Mendes e sua declaração de apoio à pré-candidatura do senador Eduardo Braga (PMDB) para o Governo do Amazonas foram o grande destaque do ato de adesão ocorrido na manhã desta sexta-feira (06/06), no Dulcila Festas e Convenções. Na ocasião, a aliança em torno do nome de Braga para o cargo de governador cresceu, ganhou novo fôlego e se fortaleceu com mais seis partidos anunciando sua chegada ao grupo político.

Partido Democrático Trabalhista (PDT), Partido Trabalhista Cristão (PTC), Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), Partido Social Democrático Cristão (PSDC), Partido Ecológico Nacional (PEN) e Partido Pátria Livre (PPL) anunciaram oficialmente que estão unidos em prol da candidatura de Eduardo Braga. Ao todo, agora a aliança já soma 11 partidos, já que o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), Partido Republicano Brasileiro (PRB), Partido dos Trabalhadores (PT), e o Partido Comunista do Brasil (PCdoB) já haviam anunciado sua adesão ao grupo.

Amazonino Mendes declarou que todo seu apreço a Eduardo Braga surgiu há muito tempo, quando o hoje senador ainda era um jovem ingressando na política.

“Aqui do meu lado está um homem que nasceu deste coração”, disse, batendo no próprio peito. “Eu observava aquele jovem de futuro radiante. Trocávamos ideias e, naqueles momentos, eu já conhecia o futuro do Amazonas, já enxergava o futuro da nossa história”, disse.

Para quem ficou surpreso com o reencontro de Amazonino com Braga, por conta das desavenças políticas e eventual rompimento que os dois tiveram ao longo dos anos, Amazonino fez questão de esclarecer: “Brigamos, e muito. A briga era feroz porque éramos personalidades fortes, pessoas determinadas. Mas quis o destino, através dos desígnios de Deus que, para o bem do povo, nos reencontrássemos”, disse Amazonino, acrescentando que foram três meses de longas conversas e até mesmo algumas desavenças antes que os dois selassem a aliança.

Segundo Amazonino, nas longas conversas, ele e Braga procuravam extrair o melhor um do outro para a construção de um projeto comum.

“Não estamos aqui celebrando uma negociata política. Estamos aqui para selar o início de uma nova forma de fazer política no Estado. Uma forma decente, honesta, vitoriosa”, afirmou.

O senador Eduardo Braga também explicou a forma como foi criada a aliança com o PDT de Amazonino Mendes.

“Estamos conversando bastante sobre plano de governo e as políticas para as áreas de Educação, Saúde, Infraestrutura. Não estamos, neste momento, fazendo uma postura eleitoral. Na verdade, estamos trabalhando um programa de governo que represente um avanço para o Amazonas”, afirmou.

Eduardo Braga disse que o programa de governo que vem sendo traçado dentro do arco de alianças está focado, por exemplo, na melhoria da qualidade dos serviços públicos como na mobilidade urbana e no fornecimento de água.

“O que nós queremos é que as mudanças aconteçam, mas de forma concreta, ou seja, não queremos que sejam apenas promessas de campanha. Se somarem as promessas que andam fazendo pelo interior, já está chegando a mais de R$ 5 bilhões. Não é isso que estamos planejando para o nosso povo”, comentou Braga.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui