ANISTIA AOS TRAFICANTES

0
520

O deputado ex-BBB, “Jean Wyllys, propõe legalização da maconha e anistia aos traficantes” Nos velhos tempos maconheiro levava “chibatada”. Hoje, na era da mediocridade, qualquer um pode ser deputado e posar de Schopenhauer.

SEXO NÃO, CHOCOLATE SIM

Essa notícia de que “sexo traz felicidade para os franceses, as francesas preferem chocolate” é mesmo do balacobaco! Será mesmo que chocolate substitui uma boa transa? É bem possível que não. Isso é coisa de intelectual francesa e feminista… No nosso caso, entre uma boa gata e um quilo de chocolate, não temos a menor dúvida: ambos são apetitosos.

PAULINHO x DILMA

Neste 1 de maio, em comício das Centrais Sindicais, o “paulinho da força acusou Dilma de “roubar” a Petrobras”. Os ratos já estão pulando do barco. Bem feito pra Dilma! Ela é pozuda, metida a cabra macho Paraíba. Gostaríamos de ver ela manter a palavra dela de “ser candidata sem a bênção de Lula”, que a quer fagocitar. Eles que se entendam pra lá… O Paulinho “da Força” quando acusa Dilma de “roubar” a Petrobras, e a Dilma, que não sabe o que assina, e depois que assina nada faz para evitar a lambança, e ainda promove o cabra que ela diz que lhe enganou, demonstra que ambos estão cobertos de razão quando se acusam mutuamente.

MELHOR AMIGA

A Internet está ficando perigosa! Uma “mexicana mata melhor amiga a facadas por postar foto dela nua no facebook”. Agora, mano, tu já pensou se essa baranga fosse a “pior” amiga dela? Minha nossa senhora de forma geral! Quem cai na rede é peixe!

GUARDAS MUNICIPAIS

A guarda municipal nem bem se organizou e já está com pauta de reivindicação? Como é isso? Olha aqui, tudo que começa assim não termina bem. A guarda municipal, inicialmente prevista para proteger o patrimônio público municipal, pode dar também uma importante ajuda para conter a violência, desde que equipada para isso. Ela tem de fazer parte da solução e dos problemas.

SERVIÇO DE MOTOTÁXI

As motos chegaram mesmo para ficar… Com uma mobilidade em Manaus próxima do caos, nem dá para criticar tanto a população ter de utilizar esse tipo de veículo. Se em veículo com quatro rodas as pessoas já fazem barbaridades no trânsito, imagina em duas rodas. Até porque, por mais que os motoqueiros sejam organizados, o perigo de se trafegar em cima de motos multiplica as chances de acidentes de maneira potencialmente perversa.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui