Nejmi Aziz planta nota no “Estadão”, insinua-se como candidata à vice, e faz propaganda eleitoral antecipada

0
500

Dona Nejmi Aziz parece que está com medo de assumir uma vaga como candidata a deputada federal e ter de disputar votos com a bancada mais experientes que ela – e com mais votos.
Essa história de plantar notícias em jornais de fora como o Estadão, como fez Nejmi na coluna da Sônia Racy, em que é dada como “disputadíssima” por Melo e por Braga para ser vice de ambos, de nada adianta. Isso é coisa manjada.
Quando isso acontece, todo mundo sabe que, na verdade, e Braga sabe muito bem, que ela está se oferecendo a vice dele, pois Melo está apenas concluindo o segundo mandato de seu marido.
Aliás, ser vice, quando se tem esperteza, como seu marido teve, é um grande passo para assumir, depois, como mandatário maior do Estado, o cargo de governador.
Quanto as investidas burlescas do atual governador, José Melo, de sair por aí ameaçando a todos os ocupantes de cargos no governo é risível, pois ele mesmo não tem equipe, e de nada lhe adiantará essa pantomima, pois isto não lhe trará os votos tão desejado para a tão sonhada reeleição, muito pelo contrário.
O Ministério Público Eleitoral (MPE), portanto, deve estar atento à caça de votos empreendida tanto por Nejmi quanto por Melo fora do prazo estipulado pela Justiça Eleitoral. Afinal, propaganda antecipada é crime eleitoral.
Não é transgredindo a Lei que Nejmi vai mostrar ao povo que José Melo é melhor candidato. Ao contrário, isto só demonstra que ainda não se aprendeu a conviver democraticamente, respeitando a legislação eleitoral, que proíbe campanha antecipada.
Confira os prazos
file:///C:/Users/Arlete/Downloads/2013-07-03%20(11).pdf
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui