Assembleia Legislativa do Amazonas torra verba pública em horário nobre de televisão

0
526

Vereador Mário Frota*

Alguém lembra se em alguma época a Assembleia Legislativa do Estado (Ale-Am) gastou recursos propagandeando os seus trabalhos? E quem viaja, por favor, pode me dizer se tal fato acontece em outros Estados? Pessoalmente nunca vi isso nem por estas bandas, nem em qualquer outra Unidade Federativa do País.

No entanto, em horário nobre, exatamente nos espaços mais caros da televisão e do rádio, eis que pipocam divulgações dos trabalhos da ALE. Sabe o povo o preço de tais divulgações? É claro que não! O que o povo sabe é que, de forma muito estranha, a nossa Assembleia passou – e aí ninguém sabe as razões – a se ombrear com o Poder Executivo na divulgação das suas ações.

Alguém já viu pelas televisões do País a Câmara dos Deputados e o Senado gastando rios de dinheiro no tipo de divulgação a exemplo do que faz hoje o Legislativo do Amazonas? Coisa nenhuma! De forma correta, esses poderes, que representam a soberania nacional, restringem-se em manter dois canais de televisão, divulgando os trabalhos dos seus parlamentares, a exemplo de discursos pronunciados da tribuna e das reuniões nas comissões temáticas. Em síntese, por tudo que sei, nem a Câmara e nem o Senado, pagam às televisões do País por propaganda institucional como vemos aqui no Amazonas a Ale-Am fazer.

O que é um dever – o Poder Legislativo fazer – por que ser trombeteado? Sem saber como gastar o dinheiro em excesso dos cofres da Assembleia, os seus deputados o usam de forma irresponsável, a exemplo do que ora acontece. Em vez de gastar essa dinheirama em propaganda inútil, por que tais recursos não são devolvidos ao Poder Executivo, que , caso queira, pode usá-lo de forma correta em construção ou manutenção de escolas Amazonas afora, ou investir na área de saúde, tão abandonada quanto o setor da educação?

Que moral tem esse Poder para gastar dinheiro a rodo em propaganda de televisão e rádio se os seus integrantes sequer são capazes de investigar, via CPI, crimes de pedofilia que envolve pessoas  poderosas do mundo político e empresarial do Estado? Cínicos e debochados, só resolveram criar uma CPI para investigar esse tipo de delito depois que o Congresso Nacional e o Ministério Público do Estado já haviam feitos todas as investigações.  No entanto – e isso é profundamente vergonhoso – mesmo depois de aprovada, de forma espetacularmente safada, absolutamente despudorada, a maioria dos seus deputados decidiu que a tal CPI só será instalada depois das eleições, ou melhor, depois de outubro, no fim do ano.

Mas sabem por que fazem isso, ou seja, esfregam a cara do povo no asfalto? Pela certeza da impunidade, convencidos de que, com apoio da máquina do Estado, estarão reeleitos por uma montanhas de eleitores burros, que teimam em servir de alimentos a esses embusteiros e espertalhões que os exploram, que os tratam sem nenhum respeito, comprando-os a cada eleição com as migalhas que caem das suas  mesas.

 

*Advogado;

*Líder do PSDB na CMM;

*Presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação da CMM.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui