Eduardo Cunha volta atacar petistas

0
463

O líder do PMDB na Câmara, deputado Eduardo Cunha (RJ), voltou nesta sexta-feira a criticar o presidente do PT, Rui Falcão. Logo cedo, no Twitter, Cunha disse que o PT quer “inverter os fatos” e gerar polêmica.

“O PMDB terá, em algum momento, que se definir se quer ou não ficar nessa aliança”, publicou no microblog.

A crise com o PMDB foi o assunto principal da reunião de anteontem no Palácio da Alvorada entre a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula. Em resposta combinada, os dirigentes petistas adotaram discurso uníssono descartando o diálogo com Cunha.

“Estão querendo inverter os fatos, como se deliberadamente eu estivesse pressionando e gerado a polêmica, quando foi o contrário”, disse Cunha.

“Eu, como já falei, não coloco a minha posição acima da bancada nunca, e jamais refletiria posição que não fosse da maioria”, rebateu.

Ontem, Rui Falção declarou que é ” incompatível alguém que é líder da bancada do partido que tem o vice-presidente da República se comportar como um deputado de oposição”. Em resposta hoje, Cunha disparou:

“E finalmente seu Rui, não sou quem tem de decidir se sou governo ou oposição e sim a bancada quem vai decidir se quer ser governo ou oposição.

Cunha nega que tenha feito pressão em nome do PMDB e destaca que os parlamentares do partido na Câmara estão insatisfeitos com o tratamento dado pelo governo da presidente Dilma Rousseff.

“O número de insatisfeitos na bancada do PMDB aumenta a cada dia e parece que vai aumentar mais com essas agressões descabidas”, alertou.
“Além disso e bom que saibam que dentro da bancada da Câmara, tenho sido bombeiro, porque a vontade de muito tempo já era de sair”

Já em resposta ao líder do PT na Câmara, Vicentinho, que reforçou ontem as criticas sobre a liderança da bancada do PMDB na Casa, Cunha declarou:

“Vicentinho, com todo o respeito que você merece, cuide da bancada do PT e deixe que nos cuidamos da nossa”

O líder peemedebista também disse no Twitter que a bancada de seu partido não apoiará projetos que afetem o controle das contas públicas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui