Morre a sobrevivente mais idosa do holocausto

0
436

Alice Herz-Sommer tinha 110 anos e morreu na manhã deste domingo em Londres; ela teve sua história contada em um documentário indicado ao Oscar.

A sobrevivente do holocausto mais idosa, Alice Herz-Sommer, que teve sua história contada em um documentário indicado ao Oscar, faleceu em Londres aos 110 anos, anunciou a família no domingo.

Herz-Sommer era judia nascida em Praga. Ela passou dois anos durante a Segunda Guerra Mundial no campo de concentração de Terezin, na Tchecoslováquia, onde distraía os companheiros de detenção tocando piano.

A vida de Alice Herz-Sommer, amiga do escritor Franz Kafka, inspirou o filme “The Lady In Number 6: Music Saved My Life”, de Malcolm Clarke, indicado ao Oscar na categoria documentário curta-metragem.

Quase 140 mil judeus foram deportados para o campo de Terezin e 33.430 morreram no local.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui