Pesquisadora fala sobre evolução de pênis extremamente alongado em besouros

0
1626

A pesquisadora Yoko Matsumura, da Universidade de Jena, na Alemanha, ministrará no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), palestra sobre “Evolução de pênis extremamente alongado em besouros e insetos de solo”.

A espécie Zorotypus caudelli tem genitália incomum. Ele contém uma configuração única, com dois órgãos intromitentes (órgãos reprodutores) diferentes entre si, um dos quais muito alongado.

A palestra acontece nesta quinta-feira (30), às 16h, na sala de aula do Curso de Pós-Graduação em Entomologia, no Campus II do Inpa.

Destinada aos estudantes do curso de pós-graduação em Entomologia, pesquisadores e demais interessados o objetivo do evento é repassar informações sobre as pesquisas desenvolvidas nessa área de estudo.

Yoko Matsumura vai mostrar o esboço do projeto que desenvolve e falar sobre uma parte do estudo com besouros e zorápteros.

Conforme ficou comprovodado, o órgão alongado não está envolvido na transmissão de esperma, e que a transferência do espermatóforo (“pacote”, cápsula de espermatozóides em alguns ordens) para as fêmeas é feita por uma dobra membranosa dos órgãos genitais.

A coexistência de um pênis alongado quando da transferência de um espermatóforo volumoso é um paradoxo incomum em insetos que pode ajudar no incremento do conhecimento da evolução desses grupos de insetos.

O entomólogo José Albertino Rafael, explica que a pesquisadora Yoko Matsumura é do Japão, mas atualmente desenvolve pesquisas com besouros e zorápteros (insetos de pequenas dimensões), no Institut für Spezielle Zoologie und Evolutionsbiologie Museum mit Phyletischem.

A pesquisadora ficará duas semanas em Manaus desenvolvendo pesquisas de campo e de laboratório com a fauna amazônica.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui