Atlético joga por dignidade

0
566

O Atlético Mineiro entra em campo neste sábado, às 14h30 (horário brasileiro de verão), para jogar uma partida que não queria jogar. Enfrentar o Guangzhou, da China, pela decisão do terceiro lugar no Mundial de Clubes, não estava nos planos.

Mas a derrota por 3 a 1 para o Raja Casablanca, na semifinal, mudou a rota. Em vez de buscar o topo do mundo, o campeão da Libertadores agora busca algo muito menor, mas também importante: encerrar com uma atuação digna o maior ano de sua história.

“Essa equipe fez coisas memoráveis, fez muita coisa boa. É um time que vai ficar marcado, e a gente tem o compromisso de encerrar essa passagem com a maior dignidade”, afirmou o treinador Cuca.

“Temos que jogar para terminar bem o ano, para terminar essa temporada com dignidade e começar a pensar em 2014”, disse o volante Pierre, um dos titulares do duelo contra o Raja – todo o time foi mantido para a partida deste sábado.

Dignidade. A palavra é a mesma na boca de jogadores e do treinador. O terceiro lugar parece pouco, mas significaria evitar um vexame histórico, um dado que colocaria no Atlético o rótulo de pior brasileiro da história do Mundial de Clubes.

Até hoje, dentre todos os brasileiros participantes, apenas o Internacional, em 2010, não chegou à final. Mas, depois de perder de forma surpreendente para o Mazembe, o clube gaúcho venceu o Seongnam por 4 a 2 e ficou com a medalha de bronze.

Despedida – Além da dignidade e de um terceiro lugar para evitar uma página negativa na história, o Atlético Mineiro entra em campo para despedir-se de Cuca.

O treinador assumiu a equipe em agosto de 2011, afastou o time da ameaça de rebaixamento e comandou a reconstrução rumo ao título da Libertadores. Após o Mundial, ele comandará o Shandong Luneng, da China, que o seduziu com uma proposta milionária.

ATLÉTICO-MG X GUANGZHOU EVERGRANDE

Local: Le Grande Stade, em Marrakesh (MAR)

Data: 21 de dezembro de 2013, sábado

Horário: 14h30 (horário brasileiro de verão)

Árbitro: Alireza Faghani (IRN)

Assistentes: Hassan Kamranifar e Reza Sokhandan (ambos do Irã)

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Réver, Leonardo Silva e Lucas Cândido; Pierre, Josué, Tardelli e Ronaldinho; Fernandinho e Jô

Técnico: Cuca

GUANGZHOU: Zeng Cheng; Zhang Linpeng, Feng Xiaoting, Kim Younggwon e Sun Xiang; Xuri Zhao, Zheng Zhi, Huang Bowen e Conca; Elkeson e Muriqui

Técnico: Marcello Lippi

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui