Faturamento no PIM cresce 7,57% no trimestre

0
682

As empresas incentivadas do Polo Industrial de Manaus (PIM) registraram, em março, um faturamento de R$ 6,26 bilhões. O que representa aumento de 10,16% ante o mês anterior (fevereiro) e 2,87% na comparação com março de 2012. No acumulado do ano, o faturamento chega a R$ 17,30 bilhões, um crescimento de 7,57% em relação ao primeiro trimestre do ano passado, até então o melhor desempenho para o período em moeda nacional.

Em dólar, o faturamento de março equivaleu a US$ 3.16 bilhões, representando queda de 6,86% em comparação com o mesmo mês de 2012. O acumulado, em moeda americana, nos primeiros três meses do ano foi de US$ 8.67 bilhões. Na comparação com o mesmo período de 2012, houve um recuo de 4,59%. A diferença pode ser explicada pelo fato do dólar, em 2013, ter se valorizado frente à moeda nacional 13,48% em janeiro; 14,83% em fevereiro e 10,44% em março (em relação aos mesmos meses de 2012).

Com relação à geração de empregos, março registrou 116.075 pessoas empregadas no PIM. Este número representa um recuo de 1,52% em relação ao mês anterior e de 1,84% em relação ao mesmo período do ano passado. Na média do ano, o PIM apresenta uma mão de obra de 117.693, com 12.363 admissões contra 11.857 demissões no somatório do primeiro trimestre do ano. O saldo de empregos em 2013, até março, segue positivo em 506 vagas.

Produtos

O destaque do ano no PIM é a produção de tablets. A soma da quantidade de aparelhos produzidos nos primeiros três meses deste ano já corresponde a quase o dobro de toda a produção do ano passado. Só em março deste ano, saíram do PIM 185.413 tablets. Em todo o ano passado a produção chegou a 197.616. Outros produtos do segmento de informática que também tiveram incremento em relação ao primeiro trimestre de 2012, foram os microcomputadores desktop (70,39%) e os microcomputadores portáteis (21,49%).

Também cresceu no período, dentre outros itens, a produção de televisores em cores (25,72%), videogames (15,86%), aparelhos de som portáteis (243,53%), condicionadores de ar tipo split (116,96%), câmeras fotográficas (15,51%) e aparelhos GPS (14,35%).

Entre os produtos com baixa na produção, destaque para o setor de Duas Rodas. Mesmo apresentando uma recuperação, mês a mês, este ano (de janeiro a março a produção já cresceu 12,43%), quando é feita a comparação com 2012 nota-se 22,72% menos motocicletas produzidas. Foram feitas 513.736 motos no primeiro trimestre do ano passado, contra 397.020 no primeiro trimestre de 2013.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui