22.7 C
Amazonas
terça-feira, abril 20, 2021

Vina brilha, Ceará vence no Maraca e aumenta pressão sobre o Flamengo

O Ceará dominou os 45 minutos iniciais, o Flamengo cresceu após o intervalo, mas, ao fim da partida no Maracanã, o placar de 2 a 0 a favor do Vozão fez justiça ao futebol apresentado pelas equipes neste domingo. Os gols de Vina e Kelvyn premiaram uma apresentação consistente do time de Guto Ferreira, que ganhou posições na tabela e complicou o rival na briga pelo título do Brasileiro.

Sem vencer há três rodadas, o Flamengo segue estacionado nos 49 pontos. Mais do que os resultados, o time de Rogério Ceni não apresenta evolução, repetindo erros defensivos e problemas para converter as chances em gol, como aconteceu na etapa final. Já o Vozão alcançou os 39 pontos, pulando para a nona posição do Campeonato Brasileiro.

VOZÃO DOMINA E VINA MARCA UM GOLAÇO NO MARACA

Vindo de tropeços diante do Fortaleza e Fluminense, Rogério Ceni fez três mudanças na equipe do Flamengo: saíram Hugo Souza, Natan e Gabigol, entraram César, Gustavo Henrique e Pedro. Por mais que se encontrem justificativas para as alterações, o fato é de que elas não surtiram efeito. O futebol apresentado pelo time foi de um nível igual (ou pior) em relação aos jogos anteriores. Previsível com a bola e bagunçado na hora de defender, o Fla foi para o intervalo perdendo por 1 a 0, com Vina marcando para o Vozão.

A facilidade com que Léo Chu avançou pela esquerda e a liberdade de Vina – o principal nome do Ceará – na entrada da área retratam bem as fragilidades defensivas do Flamengo na temporada, as quais persistem sob o comando de Rogério Ceni. Ao longo dos 45 minutos iniciais, o Vozão encaixou outros bons ataques, e não ampliou o placar por um erro na tomada de decisão ou uma finalização travada na hora decisiva. Já o time de Ceni não apresentou o repertório ofensivo que se espera e, só no fim, ensaiou uma pressão sem êxito.

RUBRO-NEGRO PRESSIONA, MAS PERDE GOLS E O JOGO

Diante desse cenário, o Flamengo voltou com mudanças do intervalo: Diego entrou no lugar de Gustavo Henrique, que recebeu cartão amarelo aos cinco minutos da etapa inicial. Com isso, Rogério Ceni voltou a utilizar Willian Arão como zagueiro, ao lado de Rodrigo Caio. O camisa 10 ditou o ritmo do time a partir disso, e, diante de um Ceará menos agressivo, a equipe assumiu o controle do jogo e, aos poucos, passou a acumular chances desperdiçadas.

Arrascaeta, Isla, Gerson arriscaram finalizações, mas as melhores chances até os 20 minutos foi de Pedro. Após passe do meia uruguaio, o centroavante ficou cara a cara com Richard, mas o chute saiu por cima da meta do Ceará. Na sequência, em cabeçada do camisa 21, o goleiro do Vozão fez grande defesa.

Foi então, aos 24 minutos da etapa final, que Gabriel Barbosa entrou no jogo, substituindo Everton Ribeiro. O camisa 7 acompanhou o nível do time e não teve boa atuação no Maracanã. Aos 31, Ceni trocou o lateral Isla pelo atacante Vitinho, lançando o Flamengo, de vez, todo ao ataque. Com a bola viva na área adversária a todo tempo, o Rubro-Negro esteve muito próximo do empate. Os jogadores, contudo, hesitaram na finalização, buscando um passe a mais e desperdiçando chances. Assim, o Ceará foi resistindo na defesa e, ao 44 minutos, encaixou o contra-ataque para garantir a vitória no Maracanã. Kelvyn, que havia entrado pouco antes, foi lançado por Vina e finalizou forte: 2 a 0.

Related Articles

Fique conectado

FansLike
FollowersFollow
0FollowersFollow

Outras matérias