23.6 C
Amazonas
quarta-feira, janeiro 26, 2022

Flamengo não usa camisa 24 na Copinha e é denunciado por homofobia

O Flamengo foi acionado junto à Procuradoria de Justiça Desportiva do Estado de São Paulo por prática homofóbica. A denúncia foi revelada na segunda-feira (10/1) na coluna do Ancelmo Gois, do jornal O Globo. O motivo seria a não utilização do número 24 na identificação dos jogadores que estão competindo na Copinha.

De acordo com a publicação, a representação é assinada pelo advogado Carlos Nicodemos. A questão envolvendo o número e o crime de homofobia seria por conta da relação com o jogo do bicho, onde o número 24 representa o veado, termo pejorativo utilizado para se referir a população LGBTQIA+.

Para o Grupo Arco-Íris, o Rubro-negro contribui fomenta práticas discriminatórias ao não utilizar a numeração em seu elenco.

O mesmo grupo já havia acionado a CBF em junho do ano passado questionando a ausência do número 24 entre os jogadores da Seleção Brasileira durante a Copa América. A questão chegou a ser levada para a Fifa. Em sua defesa, a entidade máxima do futebol brasileiro alegou motivo desportivo e mera liberdade do jogador Douglas Luiz, que optou em utilizar o número 25.

Vale destacar que o Brasil era a única seleção de toda a competição que não utilizava o número em seu plantel. O pedido do coletivo, no entanto, acabou sendo indeferido pela Justiça.

Related Articles

Fique conectado

FansLike
FollowersFollow
0FollowersFollow

Outras matérias