Mulher morre em Manacapuru em grave acidente de trânsito

Compartilhe:

Um grave acidente de trânsito foi registado no final da tarde desta terça-feira, 20, em Macapuru, na Avenida Bouvelar Pedro Hates de Oliveira, bairro de Terra Preta, em frente ao Colégio Militar (antiga Escola Estadual Jamil Seffair), próximo ao hospital da cidade.

A informação é de que uma moto Biz 125, pilotada por uma mulher identificada pelo nome de Marinalda Pereira de Souza de 41 anos, foi batida violentamente por um caminhão. A mulher morreu no local do acidente. Consta que a vítima, que saía do Colégio Militar com a filha, tentou uma manobra para desviar de uma moto e acabou colidindo com um caminhão que passou por cima da cabeça dela.

Informação não oficial atestam de que a vítima era mulher de um dentista conhecido em Manacapuru pelo nome de Chico.

NOTA DE PESAR

Em nome do Instituto Municipal de Engenharia, Fiscalização, Segurança e Educação do Trânsito e Transportes de Manacapuru – IMTRANS e da Prefeitura Municipal de Manacapuru se solidarizam com a família e amigos pela perda prematura da Sra. MARINALVA PEREIRA DE SOUZA, (41) ocorrido na tarde desta terça-feira, 20, na Boulevard Pedro Rates de Oliveira, próximo ao Colégio Militar Jamil Seffair. Neste momento de dor, nos solidarizamos com seus familiares ratificando nosso voto de pesar pela grande perda.

O ACIDENTE

Segundo testemunhas, o acidente ocorreu por volta das 17h00min em frente ao Colégio Militar Jamil Seffair. Um Agente de Trânsito do IMTRANS estava presente na hora do ocorrido fazendo a organização, a travessia dos alunos e a parada dos carros que transitam em alta velocidade no local. O mesmo informou que o acidente ocorreu por uma fatalidade.

Vale ressaltar que em durante 56 dias corridos, não foram registrados NENHUM acidente de trânsito com vítima fatal em Manacapuru devido as intensas fiscalizações diárias do IMTRANS que tem como objetivo orientar, punir e conscientizar os motoristas dos mais variados modais sobre a necessidade de um trânsito mais seguro e responsável. Em comparação ao ano de 2016, o IMTRANS conseguiu reduzir significativamente os números de acidentes de trânsito com vítima lesionada e vítimas fatais. Estamos trabalhando e vamos trabalhar dobrado nas fiscalizações, mas precisamos também do bom senso e da conscientização da população. Vamos repensar as nossas atitudes no trânsito e juntos construir um trânsito mais seguro em Manacapuru. Se por um lado as autoridades de trânsito e governos têm responsabilidade na reversão deste quadro, por outro, cabe à sociedade agir também no sentido de empenhar-se neste sentido, uma vez que, comprovadamente, 90% dos acidentes ocorrem por falha humana, imperícia ou imprudência.

Por fim, em respeito a todos nós, cidadãos, participantes do trânsito manacapuruense, pedimos comprometimento da população em respeito às leis de trânsito. Precisamos deixar de usar o termo “acidente” e assumir de vez que evitar que que essas tragédias aconteçam depende em grande parte do maior comprometimento com a vida humana.

É inadmissível que tantos sonhos sejam destruídos em situações que poderiam ser evitadas, para não precisarmos derramar mais lágrimas pelos sonhos que foram enterrados.

Enfim, não temos palavras para expressar os nossos sentimentos. Pedimos a Deus que conforte o coração dos familiares e amigos nesse momento de dor. Que a luz e o amor divino pairem sobre a alma de quem sofre esta imensurável perda, e os console e lhes dê serenidade para atravessar esta tempestade.