22.7 C
Amazonas
terça-feira, abril 20, 2021

Bacharéis podem ir às ruas em protesto à correção da prova X Exame da OAB (Por Ricardo Antonio S. Pinto)

É IMORAL e ILEGAL o ocorrido na correção da prova prática de Direito Tributário do X Exame da OAB. Em provas idênticas, ou seja, candidatos que elaboraram as mesmas peças profissionais na prova de Direito Tributário alguns tiveram a prova corrigida e outros não.

Explico: alguns examinadores/corretores da prova, de algumas regiões do Brasil, seguiram o gabarito divulgado e corrigiram a prova de determinados candidatos.

Em outras regiões, por razões que desconhecemos, outros examinadores não corrigiram a mesma prova, simplesmente zeraram essas provas.

O que a OAB não previu é que os candidatos que tiveram a prova corrigida e foram aprovados disponibilizariam suas provas nas redes sociais, evidenciando a VIOLAÇÃO DA ISONOMIA e da IMPESSOALIDADE.

Ontem, os candidatos lesados ingressaram com recurso na OAB/RJ que fará uma reunião em Brasília na próxima segunda-feira para encontrar uma solução para o problema.

Caso o problema não seja resolvido ingressaremos com Mandado de Segurança e faremos passeata.

Related Articles

2 COMMENTS

  1. O Presidente do CFOAB tem que ser informado sobre este problema: peças práticas idênticas de Direito Tributário foram tratadas de maneira diferente, uma vez que algumas peças de candidatos intituladas ANULATÓRIA C/C REPETITORIA E DECLARATÓRIA C/C REPETITÓRIA foram corrigidas pelos gabaritos da FGV de ANULATÓRIA e DECLARATÓRIA respectivamente, enquanto as mesmas peças de outros candidatos não foram corrigidas, foram zeradas. O Presidente da OAB deu uma declaração que é uma questão de didática da FGV. Entretanto, este ocorrido VIOLA PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS.

  2. O Presidente Nacional da OAB, Dr. Marcus Vinicius Furtado, declarou que a Banca de examinadores da FGV tem autonomia didádica para corrigir as provas. ELES TEM AUTONOMIA DIDÁTICA PARA CORRIGIR, MAS NÃO TEM LIVRE ARBÍTRIO PARA UTILIZAR CRITÉRIOS DIFERENCIADOS PARA CORRIGIR O MESMO TIPO DE PEÇA PRÁTICA SUBMETIDA. Acredito que o Presidente Nacional da OAB não deve estar informado sobre o problema da violação ao Princípio da IMPESSOALIDADE no caso das peças práticas cumuladas de Direito Tributário submetidas pelo examinandos na 2 Fase do X Exame de Ordem.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fique conectado

FansLike
FollowersFollow
0FollowersFollow

Outras matérias