Mulher que levou morto ao banco para tentar sacar aposentadoria é indiciada

Compartilhe:

A polícia indiciou por tentativa de estelionato qualificado e vilipêndio de cadáver a mulher de 58 anos que levou o corpo de um idoso de 92 anos ao banco, no centro de Campinas (SP), no último dia 2. Ela queria fazer a prova de vida. A informação é da Folha de São Paulo.

Segundo o delegado José Henrique Ventura, titular Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo Interior, a mulher prestou depoimento no 1º DP de Campinas, na sexta-feira (16/10). Durante o interrogatório, informou o policial, ela teria negado os crimes.

A advogada de defesa Andreza Carolina Dias Amador afirmou que, por hora, não irá se manifestar sobre o caso, segundo ela, a pedido da própria cliente.

“Mais para frente, vamos esclarecer os fatos. Por hora estão muito prematuras as acusações contra ela [suspeita]. Trabalho para provar que, de fato, o caso não é tudo isso que está sendo jogado perante à mídia”, afirmou.

Ela acrescentou que não irá comentar sobre sua linha de defesa, “em preservação” à cliente. “Se eu falar qual é a linha da defesa, estarei munindo a acusação”.

Entenda

O caso ocorreu em uma unidade do Banco do Brasil no dia 2 de outubro e foi descoberto após a mulher, na tentativa de apressar o atendimento, dizer que o suposto companheiro estava passando mal.

Por conta disso, o Corpo de Bombeiros foi acionado e constatou que o senhor já estava morto que o óbito teria ocorrido havia ao menos algumas horas. Com informações de Metrópoles.