25.1 C
Amazonas
sábado, junho 12, 2021

Idam realiza planejamento estratégico para fomentar atividades produtivas no Alto Solimões

Para aproximar agricultores familiares do Alto Solimões das políticas agropecuárias e florestais para a zona rural, o Governo do Amazonas, por meio do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam), realizará, de segunda (17/05) a sexta-feira (21/05), uma Oficina de Planejamento de Desenvolvimento Sustentável para técnicos dos municípios de Atalaia do Norte, Benjamin Constant e Tabatinga. A atividade será sediada em Atalaia do Norte.

“O gabinete do Idam estará funcionando, nesta semana, em Atalaia do Norte. Estamos nos deslocando para a região com uma equipe de especialistas nas áreas de pesca, piscicultura, produção vegetal e animal, para discutir com as equipes das prefeituras uma agenda de trabalho para os próximos meses. Nosso objetivo é melhorar o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) desses municípios, por meio da assistência técnica, fomento, processamento da produção e apoio à comercialização”, disse o diretor-presidente do Idam, Valdenor Cardoso.

Valdenor destacou que o Governo do Amazonas irá dar uma atenção especial às famílias rurais com baixo índice de desenvolvimento e pouca estrutura de produção. “Identificamos no Alto Solimões cadeias produtivas de potencial como pirarucu de manejo, piscicultura, avicultura caipira, fruticultura, mandioca e madeira manejada. Esses arranjos produtivos podem ser intensificados, ajustados e devidamente ordenados ambientalmente para que seja possível dinamizar a economia da região”, pontuou Valdenor.

Produção – Benjamin Constant dispõe de aproximadamente 250 hectares de lâmina de água para piscicultura (criação de peixes) e um laboratório para produção de alevinos, que já está em funcionamento com apoio da prefeitura e associação de pescadores.

Tabatinga possui áreas de assentamento criadas pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) que podem ser fortalecidas para a produção de alimentos da agricultura familiar. Em Belém do Solimões, um projeto em parceria com as comunidades rurais resultou na primeira entrega da produção de frangos caipiras para a merenda escolar.

Capacitação de piscicultores – Na semana que antecede a oficina, o Idam capacitou em Boas Práticas de Manejo na Aquicultura, cerca de 20 piscicultores de Atalaia do Norte.

O curso abordou temas relacionados a controle e correção da qualidade de água, densidade de estocagem, taxa de arroçoamento e regularização ambiental.

De acordo com o engenheiro de pesca e gerente de Apoio à Aquicultura e Pesca do Idam, Daniel Borges, o município de Atalaia do Norte possui 28 piscicultores.

“Durante a atividade, apresentamos aos participantes a importância da organização social e a criação de uma entidade de classe de piscicultores para o município. Essa estratégia vai facilitar a participação desse público em editais do Governo do Estado e nas políticas de compras coletivas. O objetivo é diminuir os custos dessas famílias que trabalham com a criação de peixes no Alto Solimões”, concluiu Daniel.

 
 

 

 

Related Articles

Fique conectado

FansLike
FollowersFollow
0FollowersFollow

Outras matérias